Com o objetivo de criar uma agenda de ciências e tecnologia para a Conferência de Córdoba que acontecerá em 2018, a ANPG reuniu em uma mesa Fernando Sasa, AUGM, Heidi Villuendas Ortega, Oclae, Francisco Tamarit, presidente da Conferência de Coórdoba, Luiz Roberto Liza Curi, presidente do Conselho Nacional de Educação e Tamara Naíz, presidenta da ANPG.
O debate girou em torno da necessidade de criar uma estratégia pautada em uma maior união entre as universidades da América Latina e Caribe para um maior desenvolvimento das ciências e tecnologia em toda a região. Para Curi, que apresentou um panorama do ensino superior no Brasil, é preciso ter um plano estratégico que também envolva politicas públicas. Para Francisco Tamarati, presidente da Conferência Regional de Educação superior de Córdoba, 2018. É necessário que alunos, universidades e instituições se unam para desenvolver uma agenda de compromisso para um trabalho em conjunto em toda a América Latina e Caribe. “É preciso preservar a pluralidade de cada país e criar meios de ter um maior e mais efetivo compartilhamento de informações, pois isso traz benefícios sustentáveis, qualidade de vida e mais competividade para toda a região”, explicou.
Tamarati fez uma convocação e convidou a todos os estudantes a participarem ativamente desse debate. A ANPG se comprometeu a contribuir com conhecimento e organizar os estudantes de toda a América Latina.

Escreva um Comentário