O Ministério da Educação anunciou na quinta-feira (28) que, a partir de 1 de Abril, as bolsas de pesquisa de mestrado e doutorado das agências de fomento Capes e CNPq terão, finalmente, o reajuste de mais 10%, conforme acordado com os pós-graduandos ano passado.

Há pelo menos dois anos a Associação Nacional de Pós-Graduandos vem pautando a importância da valorização das bolsas de pesquisa em um país que almeja uma posição de maior destaque na geopolítica mundial.

Em maio, no congresso da ANPG, a CAPES e o CNPq anunciaram um reajuste de pouco mais de 10% nestes valores. As bolsas de mestrado passariam de R$1.200,00 para R$ 1.350,00 e as de doutorado de 1.800,00 para R$ 2.000,00.  Após muita pressão do movimento de pós-graduandos, em Agosto de 2012, por ocasião da Caravana dos Pós-Graduandos à Brasília, o ministro da Educação, Aloízio Mercadante, reafirmou à ANPG o compromisso com o reajuste de mais 10%.

 

A Campanha de Bolsas 2013 teve como bandeira prioritária o cumprimento do acordo feito com os pós-graduandos. Com uma forte mobilização que tomou conta das universidades brasileiras e das redes sociais, os pós-graduandos realizaram diversas atividades que envolveram a Paralisação Nacional realizada na última semana de Março, um abaixo-assinado online – que contou com 21000 adesões – o Manifesto dos Pós-Graduandos e moções assinadas por diversos segmentos da sociedade: reitores, conselhos universitários, assembleias legislativas, parlamentares, intelectuais, entidades da sociedade civil organizada, entre outros. 

 

O blog da Campanha de Bolsas reuniu o material enviado pelos estudantes de várias regiões do Brasil, que, de uma maneira bem humorada, pressionaram pelo reajuste das bolsas. Hoje o blog contabiliza 12220 acessos.

 

Embora a entidade comemore o reajuste, a luta pela valorização permanente dos pesquisadores deve continuar sendo a bandeira de luta dos pós-graduandos.

 

 

Leia a entrevista com a presidenta da ANPG, Luana Bonone.

 

Há alguma questão importante para esclarecer sobre o reajuste concedido a partir de hoje (1º de abril)?

Luana: Bom, primeiro é importante esclarecer que não se trata de uma brincadeira alusiva à data (risos), trata-se, pelo contrário, de uma conquista séria e bastante importante no sentido da valorização da pesquisa no país. Vale dizer que o a bolsa de abril cai na conta do(a) pós-graduando(a) em maio, assim, o reajuste que vale a partir de hoje só será efetivado na bolsa que cai até o dia 5 de maio, tanto no caso da Capes quanto do CNPq.

Além do reajuste do valor das bolsas , há alguma outra conquista alcançada por meio da atual fase da Campanha de Bolsas da ANPG?

Luana: A campanha de bolsas é um instrumento quase permanente da ANPG, APGs e pós-graduandos de todo o país. Na fase atual, além do reajuste escalonado (10% em 2012 e mais 10% em 2013), pautamos o aumento do número de bolsas e também o reajuste da taxa de bancada (agregada apenas às bolsas do CNPq). O número de bolsas aumentará, tanto as oferecidas pela Capes, quanto pelo CNPq, de acordo com as metas do PAC da Ciência, Tecnologia e Inovação (no caso do CNPq, por exemplo, o número de bolsas de doutorado sobre de pouco menos de 10 mil para 13.500 bolsas). Quanto à taxa de bancada, pautamos um reajuste de 20% do seu valor, para que acompanhe minimamente o próprio valor das bolsas. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação está estudando a possibilidade e dará uma resposta ao pleito ainda neste mês.

Embora o governo tenha se comprometido com 10% de reajuste para 2012 e mais 10% para 2013, a pauta dos pós-graduandos era maior, certo?

Luana: Está correto sim. O reajuste concedido pelo governo em 2012 e 2013, significa, no total, 25% de reajuste das bolsas em média (visto que um percentual incidiu sobre o outro). A pauta apresentada pela ANPG em 2010 era de 40% de reajuste, com base na meta de valorização do PNPG 2005-2010, considerando os reajustes concedidos até 2010 e também a inflação acumulada no período.  O presente reajuste (10% em 2012 mais 10% em 2013) é importante porque cobre as perdas inflacionárias somadas de 2008 a 2013 (2008 marcou o reajuste anterior, antes do atual, que foi dividido entre os anos de 2012 e 2013). Ou seja, o reajuste escalonado de agora equiparou o valor real da bolsa ao valor de 2008. Entretanto, a perda histórica do valor real das bolsas passa de 50%, em especial pelo fato dos valores terem sido congelados entre 1994 e 2004. De lá para cá os reajustes apenas cobriram as perdas inflacionárias, não havendo valorização real das bolsas, o que deixa o seu poder de atratividade muito baixo.

A ANPG manterá a luta pelo reajuste das bolsas com vistas a uma valorização real?

Luana: Manteremos, tendo como tônica principal o estabelecimento de uma política permanente de valorização das bolsas. As ações da campanha e o detalhe da pauta serão debatidos pela diretoria da ANPG e pelas APGs de todo o país, que são as principais protagonistas dessas mobilizações. Mas sem dúvida continuaremos pautando a valorização das bolsas de pesquisa como um elemento importante para a garantia de condições adequadas ao desenvolvimento da pesquisa nas universidades brasileiras e como um fator estratégico para o próprio desenvolvimento do país. Os dirigentes das agências de fomento  têm repetido muito a importância de serem formados mais engenheiros no país e de atraí-los para a pós-graduação. Este é um bom exemplo de área em que há dificuldade em atrair o profissional a cursar um mestrado ou doutorado, pois o mercado oferece experiências e remuneração ao menos 3 vezes mais atrativas. Na verdade em todas as áreas é possível encontrar situações similares. Valorizar as bolsas de pesquisa e ampliar o número, da iniciação científica ao pós-doutorado, é um aspecto importante da necessária valorização da pesquisa científica e tecnológica no Brasil.

 

Veja aqui todas as notícias sobre a campanha de bolsas:

http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_secao=8&id_noticia=209756

http://www.juventude.gov.br/conjuve/noticias/2013/04/02-04-2013-anpg-conquista-aumento-de-10-no-valor-das-bolsas-de-pesquisa

http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=86447

http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=86446

http://contee.org.br/contee/index.php/2013/04/anpg-aumento-nas-bolsas-de-pos-graduacao-e-vitoria-dos-estudantes/#.UVw_tZPviSo

http://ujs.org.br/portal/?p=14119

http://www.mancheteonline.com.br/mec-concede-10-de-reajuste-a-bolsas-de-mestrado-e-doutorado/

http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-04-01/reajuste-de-bolsas-de-pos-graduacao-e-vitoria-dos-estudantes-diz-associacao-de-pos-graduandos

http://noticias.terra.com.br/educacao/reajuste-de-bolsas-de-pos-e-vitoria-dos-estudantes-diz-associacao,b9bfb907071cd310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

http://portal.aprendiz.uol.com.br/2013/04/02/entidade-de-pos-graduandos-comemora-rejustes-em-bolsas-de-pesquisa/

http://cidadesergipe.com.br/reajuste-de-bolsas-de-pos-graduacao-e-vitoria-dos-estudantes-diz-associacao-de-pos-graduandos/

http://www.tca.com.br/capa/noticias.php?id=95557

http://agencia-brasil.jusbrasil.com.br/politica/104029188/reajuste-de-bolsas-de-pos-graduacao-e-vitoria-dos-estudantes-diz-associacao-de-pos-graduandos

http://www.posgraduando.com/pos-graduacao/nota-da-anpg-sobre-a-campanha-pelo-reajuste-das-bolsas-de-mestrado-e-doutorado

http://www.posgraduando.com/pos-graduacao/nota-da-anpg-sobre-a-campanha-pelo-reajuste-das-bolsas-de-mestrado-e-doutorado

Da redação

Author

Write A Comment