Por demanda do representante da ANPG, financiamento da residencia médica é pauta da próxima reunião da Comissão de Orçamento e Financiamento do Conselho Nacional de Saúde.

Hoje o Movimento Nacional de luta pela melhoria das condições de trabalho dos médicos residentes obteve importante vitória: em reunião no Conselho Nacional de Saúde a Associação Nacional dos Pós Graduandos (ANPG) obteve a inclusão da pauta do financiamento da residência médica e da residência multiprofissional na próxima reunião da Comissão de Orçamento e Financiamento (COFIN) do Conselho Nacional de Saúde (CNS).

A COFIN é o órgão do CNS responsável por todos os aspectos relativos ao financiamento da saúde, inclusive a parte do financiamento da residência médica de responsabilidade do Ministério da Saúde.

Foto: Luana Bonone
Pedro Tourinho, em assembleia ocorrida em São Paulo no último dia 19

Mudar papel do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde atualmente paga cerca de 10% do total de bolsas de residência médica financiadas pelo que o governo federal. A proposta é que seja feito um extenso levantamento da atuação do Ministério da Saúde no financiamento da residência, com análise da série histórica e a partir daí que sejam construídas diretrizes para a revisão da participação deste ministério no financiamento da residência.  

A reunião está marcada o mês para outubro e contará com a participação do conselheiro nacional de saúde Pedro Tourinho, diretor de saúde da ANPG e tesoureiro da Assoicação de Médicos Residentes do Estado de São Paulo (AMERESP).

Por Pedro Tourinho, diretor de Saúde da ANPG

Author

Write A Comment