Milton Santos

Baiano de Brotas de Macaúbas, Milton Santos foi um dos maiores geógrafos brasileiros, reconhecido e premiado internacionalmente por sua obra. Embora graduado em Direito, a geografia humana foi sempre sua grande paixão e disciplina que lhe abriu as portas da academia como professor da Universidade Católica de Salvador e da Universidade Federal da Bahia. Estudioso da ocupação dos grandes centros urbanos nos países do chamado terceiro mundo, sua tese de doutoramento foi intitulada O Centro da Cidade de Salvador.

Em 1964, na esteira do golpe militar, foi preso e exilado, quando passou a lecionar na França nas universidades de Toulouse, Bordeaux e Paris-Sorbonne. Também teve passagens, como docente ou pesquisador convidado, por renomadas instituições de ensino de EUA e Canadá, como MIT (Massachusetts Institute of Technology ) e Universidade de Toronto, dentre outras.

Voltou ao Brasil em 1977 e passou a dar aulas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) até 1983, quando ingressa como professor titular de geografia humana na Universidade de São Paulo, onde lecionaria até se aposentar, em 1997, como professor emérito.

Escreveu obras de grande repercussão, como O Espaço Dividido, na qual aborda os circuitos econômicos de centros urbanos dos países subdesenvolvidos; Urbanização Desigual, na qual analisa os agrupamentos urbanos nos países do terceiro mundo; ou Por uma outra Globalização (do pensamento único à consciência universal), no qual, como pesquisador engajado, Milton Santos faz a crítica da globalização sob domínio capitalista e as formas de exclusão daí decorrentes.

Em 1994, ganhou o Prêmio Internacional de Geografia Vautrin Lud., considerado a maior honraria da área. Como reconhecimento de sua vasta produção, recebeu o título de Doutor Honoris Causa de doze universidades brasileiras e sete estrangeiras. Faleceu em 2001, aos 75 anos.

Obras de Milton Santos: http://miltonsantos.com.br/site/livros/

Escreva um Comentário