Primeira mulher eleita para presidir o Brasil, Dilma lançou, ao final de sua campanha, 13 pontos programáticos para a próxima gestão; um deles fala em "transformar o Brasil em potência científica e tecnológica"
 

A nova presidente do Brasil venceu o segundo turno das eleições, realizado no dia 31 de outubro, com 56% dos votos.

 A proposta para o programa de governo "Ciência, Tecnologia e Inovação", divulgada no site www.dilma13.com.br , detalha 13 compromissos de governo e aponta diretrizes e ações para alcançá-los.

 São eles:

 – Valorização da dimensão sustentável, por meio da integração efetiva entre o desenvolvimento científico e tecnológico e as questões sociais e ambientais;

 – Aprofundamento da dimensão científica, com apoio à pesquisa científica como eixo estruturante do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (SNCTI);

 – Promoção da inovação como peça central no desenvolvimento econômico;

 – Integração entre CT&I e a dimensão educacional, com educação de qualidade em todos os níveis;

 – Incremento da dimensão social na política de CT&I;

 – Novo olhar à dimensão territorial, tendo como paradigma a desconcentração e a descentralização do sistema de CT&I;

 – Financiamento robusto e com continuidade, visando atingir, até 2014, os 1,8% do PIB, para gastos com P&D;

– Busca da autonomia com inovação tecnológica, de forma a garantir uma maior inserção do Brasil na sociedade do conhecimento, apoiada na formação de uma massa crítica de educadores e pesquisadores;

 – Reafirmação da soberania nacional, pelo desenvolvimento científico e tecnológico com independência nas atividades de pesquisa e com uma visão planetária, pacifista e criativa;

 – Ampliação da democratização e participação na sociedade brasileira e na gestão pública;

 – Constituição de uma nova ordem legal e redução da burocracia, levando a uma profunda revisão dos marcos legais;

 – Promoção do acesso amplo da população brasileira às tecnologias da informação e comunicação (TICs);

– Garantia de que C&T serão alicerces de políticas ambientais.
 

 

Fonte: Jornal da Ciência

Author

Write A Comment