Durante o 41 CONAP, que aconteceu entre os dias 24 e 26 de novembro de 2017, em São Luís, MA, as pós-graduandas e os pós-graduandos que participaram do Conselho escreveram uma carta sobre o momento que o Brasil atravessa. Chamada de CARTA DE SÃO LUÍS, está é uma declaração de defesa da ciência e do Brasil.
Leia a carta na íntegra:
CARTA DE SÃO LUIS
São Luís, 25 de novembro de 2017.
“Sei que a vida vale a pena, mesmo que o pão seja caro e a liberdade pequena.” Ferreira Gullar
Nós, Associações de Pós-graduandos (APGs), reunidas 41º Conselho Nacional de Associações de Pós-Graduandos da ANPG, na cidade de São Luís, Estado do Maranhão, acreditamos que a superação do momento de crise generalizada que o Brasil atravessa é possível por meio de fortes investimentos na educação pública, gratuita, de qualidade e em Ciência, Tecnologia e Inovação, fundamentais para a criação de oportunidades e defesa da democracia e da soberania nacional.
Neste momento, em que os direitos sociais são veementemente atacados, o futuro do país está em risco por medidas impopulares e antidemocráticas do governo ilegítimo de Michel Temer. Uma onda de retrocessos ataca o povo brasileiro com as antirreformas trabalhista e da previdência, que destroem o papel da CLT, inviabilizam o direito à aposentadoria e fragilizam as condições dignas de trabalho.
Além disso, a Emenda Constitucional nº 95, que congela por 20 anos os investimentos públicos em áreas essenciais para a estruturação social como a Educação, Saúde, a Ciência, Tecnologia e Inovação, transformou o cenário da ciência brasileira no pior possível, levando-o a um colapso, já que chegamos a 2017 com o orçamento mais baixo das últimas décadas. A EC 95 também reduz o orçamento das universidades e da educação como um todo e mata os Planos Nacionais de Educação (PNE) e de PósGraduação (PNPG), que têm importantes metas para expansão e qualificação em todos os níveis de ensino.
Os cortes drásticos de investimento em CTI contribuem para o aprofundamento da crise que assola o país. Neste momento, propostas surgem como a cobrança de mensalidade nas universidades públicas e o financiamento privado da CTI. Estas propostas significam um projeto de redução do papel do Estado como indutor do desenvolvimento educacional, científico e tecnológico do país.
Por tudo isso, o 41º Conap conclama os estudantes de pós-graduação e suas entidades representativas, desde já, a fortalecer a insígnia tema deste conselho: “Pós-graduandos em defesa da ciência e do Brasil! Pugnar pela democracia, superar a crise e conquistar direitos!”a intensificar a luta em defesa do financiamento da educação e CTI e a mobilizar assembleias e reuniões para organizar o apoio dos pósgraduandos à Greve Nacional de 5 de dezembro convocada pelas centrais sindicais Contra a Reforma da Previdência e em defesa dos direitos.
Sem investimento não há futuro! Este é momento de sairmos em defesa da soberania nacional, da democracia, de nossas riquezas naturais e dos direitos! #ForaTemer #DiretasJá #SOSCiência
#NenhumDireitoaMenos
São Luís, Maranhão
41 Conselho Nacional de Associações de Pós-graduandos
Associação Nacional de Pós-Graduandos

Write A Comment