nota_noticia_preto-fw
Na terça-feira, dia 3, a ANPG publicou uma matéria sobre as preocupações dos pós-graduandos que participaram do edital 19/2016 referente ao Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior e sua mudança no calendário (veja aqui).
A Capes enviou um comunicado para a ANPG na qual esclarece que a concessão somente ocorre após o encerramento de todos os tramites de seleção e instrumentalizada por meio de um documento especifico denominado carta de concessão, que contem os dados da concessão, entre eles o período da bolsa. O órgão destaca que antes da emissão da carta todas as despesas de recursos são de inteira responsabilidade do candidato.
Ainda de acordo com a Capes, a alteração no cronograma inicial, a pedido das pro- reitorias, deu-se em razão: as ocupações das universidades e grande volume de pedido de cotas adicionais. Este último, previsto no edital, que ensejou concessão de prazo adicional, para o remanejamento de cotas dentro das universidades, e homologação das candidaturas no sistema da Capes pelas IES. As 2.185 cotas de 12 meses resultou em mais de 4.500 propostas.
O órgão ainda ressalta que, uma vez emitida a carta de concessão, nao haverá redução no período de vigência da bolsa, conforme homologação da pro-reitoria, e que o candidato poderá se deslocar ao exterior ate 30 (trinta) dias antes da autorização para o inicio das atividades. Mas o Capes lembra que isso não garante a antecipação de pagamento que poderão ser efetivados após os tramites operacionais e bancários.
A ANPG se coloca à disposição dos alunos do Programa de Pós-graduação do Doutorado Sanduíche para ajudá-los em um debate aberto com a Capes.

Write A Comment