Além da ANPG participaram também a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), a União Estadual dos Estudantes do Amazonas (UEE-AM) – representando também a União Nacional dos Estudantes (UNE), e diversas entidades municipais secundaristas, grêmios estudantis, Centros Acadêmicos e Diretórios Centrais dos Estudantes.

Abertura
O primeiro a falar foi Ismael Cardoso, presidente da UBES. Ismael destacou a importância do investimento em pesquisa, ciência e tecnologia nas escolas, a importância das feiras e laboratórios de ciência e do investimento nos jovens cientistas. Ismael também se manifestou contrário aos cortes no orçamento do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT) e do Ministério da Educação (MEC) e convidou todos os presentes para a I Feira de Ciência da UBES, que acontecerá junto ao 12º Conselho Nacional de Entidades Gerais na cidade do Rio de Janeiro de 5 a 7 de setembro.

Na abertura oficial da 61ª Reunião Anual da SBPC – que ocorreu na praça central da cidade de Manaus, ao lado do imponente Teatro Municipal – entre as falas do presidente da SBPC, do governador do Estado do Amazonas, do Ministro de Ciência e Tecnologia do governo federal e de outras importantes personalidades políticas, os presidentes da ANPG, UBES e UEE-AM destacaram a importância do evento e as pautas reivindicativas das entidades.

Após a fala da UBES, foi a vez da União Estadual dos Estudantes do Amazonas que também representava a UNE. Maria das Neves, presidente da UEE, destacou a importância do principal evento científico do país acontecer no estado do Amazonas, no coração da floresta. Maria defendeu o massivo investimento em pesquisa no estado, a valorização da diversidade da floresta amazônica e a ocupação da floresta a partir da ciência.

A última fala foi de Hugo Valadares, presidente da ANPG, que destacou as pautas políticas da entidade, aprovadas no 37º Conselho Nacional de Associações de Pós-Graduandos (CONAP). Hugo também se manifestou contra os cortes no MCT e no MEC, destacou a importância do reajuste das bolsas de mestrado e doutorado e da aprovação do PL dos Pós-Graduandos. No final, conclamou todos os pós-graduandos presentes a participarem das atividades da ANPG na Reunião da SBPC e da Caravana pelo PL dos Pós-Graduandos que acontecerá em Brasília, no próximo mês de setembro.

Na abertura, as entidades estudantis também distribuíram o folder das entidades – com parte da programação da Reunião Anual da SBPC e com destaque às atividades propostas pelas mesmas; o leque da ANPG – com apresentação da entidade e a pauta reivindicativa aprovada no CONAP; e o panfleto da UBES – convidando os pesquisadores secundaristas a participarem da I Feira de Ciência da UBES.

 

Conferência Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Nacional
Nessa conferencia a ANPG destacou a importância do maior investimento em pesquisa e enfatizou a necessidade de investirmos nos pós-graduandos, a partir do aumento das bolsas. A entidade também questionou sobre os impactos do corte no orçamento do MCT ao Plano Nacional de Pós-Graduação 2005-2010(PNPG).Abertura do XIV ENAPET
Com o tema “PET: Amazônia, Sociobiodiversidade, Tecnologia e Estatuinte”, o XVI ENAPET reuniu centenas de pesquisadores de todo país.

As entidades também participaram da Conferência com o Ministro Sérgio Machado Rezende, do MCT, sobre Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Nacional. A conferência destacou os números da pós-graduação brasileira hoje, o aumento das bolsas da Capes e do CNPq, a descentralização do investimento em pesquisa, os dados sobre inovação e a ainda concentração dos programas de pesquisa no Brasil, focalizados na região sudeste, com destaque para a cidade de São Paulo que detém cerca de 700 programas. 

Hugo Valadares, presidente da ANPG, também participou da abertura do Encontro Nacional dos Grupos PET (ENAPET) e destacou a importância desse encontro para o desenvolvimento da pesquisa no Brasil. Hugo, que já foi representante discente dos grupos PET, ressaltou em sua fala o quanto sua passagem na representação dos grupos PET foi importante para sua formação política e social, bem como sua militância na ANPG.

GT: Políticas Educacionais de Pós-graduação, graduação, Ensino Médio e Fundamental
O GT debateu dados da educação em todos os níveis do país, ressaltou a importância da erradicação do analfabetismo e elaborou uma moção a favor do progressivo desenvolvimento educacional e contra a obrigatoriedade do ensino religioso nas escolas.

Mesa: Ciência e Educação: O papel da Universidade na Construção do Desenvolvimento Nacional
A mesa, proposta e mediada pela ANPG, contou com a participação da professora Marilene Correa da S. Freitas, reitora da Universidade Estadual do Amazonas (UEA) e o professor Lívio Amaral da CAPES. A professora Marilene destacou a ossificação da UEA em todo o estado do Amazonas e sua progressiva ampliação. A professora salientou que é fundamental as universidades terem autonomia para ampliar seus cursos e campus e que essa ação deve ser desenvolvida com pioneirismo. O professor Lívio Amaral traçou um detalhado quadro sobre o papel da Capes como agência de fomento, o papel central do portal da Capes e da sua sessão de periódicos, divulgando a pesquisa no Brasil e também sobre a recém aprovada portaria n. 7, sobre o mestrado profissional.

Luisa Barbosa, diretora de comunicação da ANPG, ressaltou algumas opiniões sobre essa modalidade de mestrado que, a partir da portaria n 7, passa a ter o mesmo status do mestrado acadêmico. Luisa enfatizou que “a partir da aprovação da portaria, é fundamental que o mestrado profissional tenha os mesmos critérios de avaliação do mestrado acadêmico”. A diretora ainda salientou que “o corpo docente que ministrará aulas para os alunos do mestrado profissional deve ter um percentual elevado de doutores, garantindo assim a qualidade do ensino e absorção qualificada desses profissionais no mercado de trabalho”.Conferência: Amazônia, ciência e cultura. Coordenada pelo historiador Augusto Buonicore a mesa – promovida pela Fundação Maurício Grabois com o apoio da Associação Nacional de Pós-Graduandos – fez parte da programação oficial da 61º SBPC. A ocasião serviu também de palco para o lançamento das duas últimas edições da revista Princípios (nºs 100 e 101) e para a apresentação da nova diretoria estadual da Fundação Maurício Grabois.

Cientistas, professores, estudantes e autoridades políticas e acadêmicas prestigiaram o debate ”Amazônia: Ciência e Cultura”, que reuniu personalidades como o célebre poeta amazonense Thiago de Mello; o presidente de honra da SBPC e coordenador do projeto Museu da Amazônia Ennio Candotti; o deputado estadual licenciado e atual secretário da Produção Rural do governo do Amazonas Eron Bezerra, e o presidente da Associação Nacional de Pós-Graduandos Hugo Valadares. Nessa mesa de debates que ocorreu no principal auditório da UFAM – auditório Rio Solimões, foi aprofundado o debate sobre a graduação e pós-graduação brasileira, tendo ressaltado a questão do mestrado profissional e da portaria n. 7, aprovada no último mês de junho.A ANPG, UBES e UEE-AM também participou do GT de educação intitulado: Políticas Educacionais de Pós-graduação, graduação, Ensino Médio e Fundamental.

Encontro – CIÊNCIA EM MOVIMENTO: EM DEFESA DOS DIREITOS DOS PÓS-GRADUANDOS
Nesse encontro proposto pela ANPG, participaram como debatedoras a professora Selma, pró-reitora de pesquisa da UFAM e Luisa Barbosa, diretora da ANPG. O encontro contou também com a participação ativa da Comissão Pró APG da UFAM. 

Luisa fez um balanço sobre os direitos conquistados dos pós-graduandos, destacou a importância da luta política para a efetivação de direitos e da organização de APGs em cada instituição de ensino.A professora Selma levantou dados sobre os direitos dos pós-graduandos no Amazonas: meio passe para todos os pós-graduandos, a bolsa da FAPEAM com valor acima das bolsas Capes e CNPq e a ampla assistência estudantil. 

Assembléia da SBPC
O presidente da SBPC, Marco Antonio Raupp, ressaltou a importância da parceria entre a ANPG e a SBPC e parabenizou a participação ativa da entidade durante toda a Reunião Anual. Na Assembléia da SBPC, foi empossada a nova diretoria da entidade, levantado o balanço político e financeiro da gestão bem como os desafios da próxima diretoria.

Elizangela Lizardo, diretora da ANPG, agradeceu a referencia positiva do professor Raupp e convidou todos os pós-graduandos, professores e pesquisadores a participarem do I Salão de Divulgação Científica da ANPG, que acontecerá na Semana Nacional de C&T do MCT, no final de outubro, na PUC São Paulo.

Author

Write A Comment