IMG_SITE_MATERIA
A conceituada revista Nature publicou hoje, 06 de outubro, uma matéria completa sobre a crise da ciência brasileira. Segundo a publicação, o presidente Michel Temer reduziu o financiamento para a ciência em 44% em março e propôs reduções adicionais para 2018 – mesmo que alguns institutos de ciência não tenham dinheiro para necessidades básicas, como o pagamento de contas de eletricidade. O orçamento científico de 2017, em 3,2 bilhões de reais (US $ 1 bilhão), é o menor que o país tem visto em pelo menos 12 anos.
Ainda no artigo, a Nature reforça que no dia 3 de outubro, o governo anunciou que enviará apenas 440 milhões de reais para agências científicas para elas se manterem até o final do ano. Mas o dinheiro é apenas cerca de 20% do que é necessário.
“Os pesquisadores continuam a manifestar sobre um possível colapso da ciência. Dia 8 de outubro acontecerá mais uma Marcha pela Ciência em São Paulo – esta é a terceira manifestação deste ano protestando contra os déficits de financiamento. E em 10 de outubro, uma campanha de conscientização pública chamada Conhecimento Sem Cortes (conhecimento sem cortes) enviará uma petição ao Congresso com mais de 80 mil assinaturas que protestem contra os cortes e uma emenda constitucional de 2016 que colocou um limite de 20 anos nos gastos federais”.
Para ler a matéria completa em inglês: http://www.nature.com/news/scientists-plead-with-brazilian-government-to-restore-funding-1.22757
ANPG chama para o dia 8 de outubro
A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), frente ao dramático quadro de cortes e desmontes pelos quais passa a ciência nacional, convida toda a comunidade acadêmica e apoiadores em geral para manifestar-se contra as medidas regressivas e em defesa dos investimentos públicos em CT&I.
A reunião acontecerá  no dia 08/10, próximo domingo, às 12h, no vão do MASP na cidade de São Paulo.
Participe!
Pauta: Contingenciamento e cortes na ciência e educação
Conselho Nacional das Associações de Pós-Graduandos (CONAP)

Write A Comment