Foi com enorme pesar que a Associação Nacional dos Pós Graduandos (ANPG) recebeu a triste notícia do falecimento do médico João Paulo Cechinel Souza, ocorrido no último dia 03 de março. João Paulo foi presidente de Associação dos Médicos Residentes do Estado de São Paulo (Ameresp) no biênio 2008-2009, que representa os mais de oito mil médicos do estado que cursam essa modalidade de pós-graduação latu sensu – residência médica. A partir dela, denunciou sucessivamente a precariedade das condições de ensino/trabalho na residência médica, o assédio moral contra residentes e o excesso de carga horária a que ainda somos submetidos em vários programas de residência. Participou com grande protagonismo nas mobilizações dos médicos residentes em 2010, que culminaram com uma greve de alcance nacional, e garantiram importantes vitórias, como um substancial reajuste das bolsas de residência e a extensão às médicas residentes do direito de gozar de licença maternidade.

 
Mesmo após o término da sua especialização em infectologia, no Instituto Emílio Ribas, e do início do seu mandato de secretário de imprensa do Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), João Paulo não perdeu o contato com o movimento dos médicos residentes nem com a Ameresp. Sempre solícito, cotidianamente ajudava com sua experiência, radicalidade e senso de justiça, na dura tarefa de apurar e denunciar os problemas da residência médica. E não deixava de nos lembrar que as deficiências da desses programas de pós-graduação não prejudicam apenas o médico residente, mas principalmente os que mais necessitam da saúde pública.
 
Nos sentimos honrados pela convivência com João Paulo, que seguirá sempre nos inspirando na luta pela melhoria das condições de ensino e trabalho e pela concretização do direito à saúde. Nossos sinceros sentimentos à sua família e amigos.
 
João Paulo Cechinel Souza, presente!
Author

Write A Comment