Após decisão de reajuste zero do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais de São Paulo (CRUESP), as estaduais paulistas entraram em greve. Para justificar a decisão foi alegado o alto comprometimento com folha de pagamento das universidades, principalmente da USP, com 105,33% de comprometimento em relação aos seus recebimentos.
A ANPG apoia a mobilização de funcionários, professores, graduandos e pós-graduandos em nome da valorização do ensino. Acreditamos que a saída para a crise é aumentar o repasse do governo estadual, de forma compatível com a expansão do ensino superior no Estado de São Paulo, em especial da Pós-Graduação, conforme definido na pauta unificada pelo Fórum das Seis.
A ANPG repudia a tentativa de diversos setores, especialmente da mídia, que aproveitam do momento para combater a gratuidade no ensino superior.
Seguimos na luta por um ensino público, gratuito e de qualidade.
Brasil, 08 de agosto de 2014
Diretoria da Associação Nacional de Pós-Graduandos
Referências:
[1] http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2014-05/professores-e-funcionarios-da-usp-unicamp-e-unesp-entram-em-greve-hoje
[2] http://www.anpg.org.br/?p=5569
[3] http://www.sintusp.org.br/2013/index.php/publicacoes/campanha-salarial/761-campanha-salarial-2014-indicativo-de-pauta
[4] http://www.revistaforum.com.br/abeiradapalavra/2014/06/04/universidade-publica-de-boy-para-boy
 

Author

Write A Comment