A Associação Nacional de Pós Graduandos (ANPG) vem apoiar os pós-graduandos da Universidade Federal de Santa Maria que estão movimentando-se contra a determinação de despejo por parte da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis.

Uma das maiores dificuldades encontradas em todo o país pelos pós-graduandos é a falta de assistência para estudantes em suas necessidades básicas, como moradia, saúde e transporte. Ora, consideramos intrigante a ideia de que uma bolsa possa suprir todas as necessidades dos estudantes de pós-graduação. A bolsa de pesquisa, na maioria das vezes, é a única fonte de renda que o pós-graduando tem para assegurar condições básicas de vida e estudo. É importante notar que há pós-graduandos sem bolsa de pesquisa ou que tem na bolsa a única renda familiar, significando que ingressar na pós-graduação, simplesmente, não assegura ascensão social, nem mais oportunidades no mundo do trabalho em decorrência da dedicação exclusiva exigida. Por isso somos radicalmente contra o corte de acesso a programas de assistência estudantil aos pós-graduandos!

A esse fato acrescenta-se que não temos reajustes permanentes das bolsas e as últimas concessões de reajuste nos seus valores estão muito aquém do índice inflacionário desse período. Na lutar pela implementação de direitos, a ANPG tem impulsionado a reivindicação da inclusão dos pós-graduandos em situação de vulnerabilidade socioeconômica no PNAES e reunido apoiadores ao pleito. A atual ação da UFSM vai na contramão disso.

Uma pró-reitoria e uma reitoria que se considerem democráticas não podem utilizar-se de privações e despejo de pós-graduandos para, supostamente, aumentar as vagas de moradia universitária aos seus discentes de graduação. Essa lógica mesquinha de melhorar indicadores em detrimento de direitos anteriormente conquistados deve acabar. Portanto, a ANPG apoia a luta dos pós-graduandos pela permanência e ampliação das vagas destinadas a eles nas moradias universitárias e chamamos a administração central da UFSM a reverter a ordem de despejo dos pós-graduandos imediatamente. A ANPG também se coloca solidária para com a demanda dos graduandos em situação socioeconômica vulnerável e se coloca a sua disposição para tomar todas as medidas necessárias para reverter essa situação.

Por novas vagas nas moradias estudantis para todos!  Não ao despejo dos pós-graduandos! Por assistência estudantil a todo corpo discente!

Brasil, 07 de agosto de 2014.
Associação Nacional de Pós Graduandos

Baixe aqui:
Nota de inteiro teor
Ofício encaminhado para Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis

Write A Comment