Serão aplicados R$ 17 milhões, sendo a maior parte do recurso disponibilizada pela FINEP.

Com a intenção de fomentar a inovação tecnológica nas micro e pequenas empresas goianas, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) lança edital, no fim do mês, pelo programa Pappe Integração, no valor de R$ 17 milhões. A afirmação é de Albenones José de Mesquita, diretor científico da entidade. A maior parte do recurso, R$ 11 milhões, é da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos). A Fundação aplica R$ 5 milhões no programa.

As informações de Mesquita foram adiantas em mesa redonda na sexta-feira (6) no último dia da Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) em Catalão (GO). O tema foi o fomento à pesquisa e extensão no estado de Goiás: o desafio da interiorização da pesquisa. A mesa teve ainda a participação de Manoel Rodrigues Chaves, diretor da Universidade Federal de Goiás no campus de Catalão, e Marcelo Vilela Galo, gerente de desenvolvimento sustentável da Anglo American, uma das mineradoras instaladas na cidade.

Segundo Mesquita, também pesquisador do CNPq, empresas podem usar os recursos para criar produtos ou para aprimorar os já existentes. Cada empresa pode ser beneficiada com até R$ 400 mil subsidiados. São considerados projetos de setores "prioritários" para a ampliação do desenvolvimento tecnológico do estado, dentre os quais, a área de energia renovável.

Embora Goiás tenha investido bastante no desenvolvimento tecnológico nos últimos anos, alguns municípios ainda são carentes de ciência e tecnologia, principalmente aqueles carentes de infraestrutura física para produção de conhecimento de informações de C&T e de empresas com base tecnológica. Mesquita afirmou que as redes de C&T de Goiás estão concentradas no centro sul do estado.

Edital para ensinos médio e fundamental

Com recursos do CNPq, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) lança ainda neste semestre edital pelo Programa Iniciação Científica Júnior. O programa prevê a oferta de 160 bolsas para estudantes do ensino médio e fundamental.

Essa é a primeira vez que a entidade tem edital diretamente para esse público no estado, disse Albenones José de Mesquita, diretor científico da Fundação. Até então, as bolsas eram divulgadas diretamente pelo CNPq. A previsão é de divulgar o edital em junho ou julho, segundo informou o dirigente. 

A mudança visa a facilitar a liberação de recursos e despertar, o mais cedo possível, o interesse de estudantes para a iniciação científica, disse Mesquita. Além do Programa Iniciação Científica Júnior, a Fapeg lançará também editais para o programa Pronex e outros. O edital que promover o conhecimento sobre a diversidade nacional da fauna de peixes de água doce e marinhos.

Fonte: (Viviane Monteiro – Jornal da Ciência)

Author

Write A Comment