ANPG participa de atividade que debate o papel da pós-graduação brasileira para a melhoria da qualidade de vida nas metrópoles.


Estudantes, pesquisadores e coordenadores de áreas e de cursos e programas de pós-graduação das instituições de ensino superior participam nesta quarta-feira e quinta-feira, 9 e 10 de junho, em Brasília,de atividade promovida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior(CAPES).
A abertura do seminário A pós-graduação e o desafio das metrópoles contou com a presença do presidente da Capes,Jorge Almeida Guimarães, do secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia, Ronaldo Mota, e do presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Carlos Alberto Aragão de Carvalho Filho.

 Durante a palestra “O Papel e Perspectivas da Pós-Graduação no Enfrentamento de Questões Nacionais”, Aragão salientou a importância da interação entre a Capes e o CNPq no sentido de trazer à pós-graduação e à universidade a responsabilidade em participar na elaboração de respostas as demandas societárias estabelecidas. Nesse sentido, colocou: “estou aqui para aprender sobre o desafio das metrópoles, uma vez que moro numa cidade muito querida não menos caótica, a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro”.

Segurança como tema primordial

 Alex Niche Teixeixa, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), destacou a necessidade de construção de uma agenda que trate do tema da segurança nas metrópoles dentro das universidades, nos âmbitos da docência, da pesquisa e da extensão. Reafirmou também a demanda por cursos de formação para profissionais da área de segurança, pois os profissionais atingidos por essa formação atuam na ponta da demanda.

Outro ponto levantado durante a Mesa Redonda ”Segurança nas Metrópoles” foi o fomento às pesquisas aplicadas sobre o tema: diagnósticos conjunturais; cartografias sociais; e a integração em redes nacionais de pesquisa como fundamentais para o avanço da pós-graduação na área.

 Segundo Vasco Rodrigo, diretor de C,T&I da ANPG presente na atividade, “sem dúvida a discussão do fenômeno das metrópoles é de vital importância para a nossa área. Os desafios do mundo moderno precisam de soluções ousadas e baseadas em sólido conhecimento científico”. 

 Com a participação de cerca de 120 pessoas da comunidade acadêmica, o evento vai até amanhã com apresentação de palestras e mesas redondas. Serão cinco temas desenvolvidos por pesquisadores da pós-graduação brasileira com atuação direta nas áreas de Segurança; Engenharia Urbana (saneamento e problemas ambientais); Mobilidade e Transportes; Gestão Metropolitana; e Ordenamento do Território (Habitação e Urbanismo), moderados pelos coordenadores de áreas da Capes envolvidas com as pesquisas apresentadas.

Confira aqui a programação completa.

 

Da redação, com a colaboração de Vasco Rodrigo e informações da Assessoria de Imprensa da Capes.

Author

Write A Comment