faperj - atraso

Pós-graduandos do estado do Rio de Janeiro estão com dificuldades para cumprir com suas responsabilidades financeiras. Ato contra os cortes orçamentários será realizado dia 16/12 na Alerj

Os bolsistas FAPERJ estão sofrendo com o atraso no pagamento de suas bolsas. A Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e do Centro Universitário da Zona Oeste (UEZO) estão ocupadas por pós-graduandos em protesto contra o corte de verbas proposto pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB/RJ).

“A ameaça de cortes nas universidades estaduais do Rio de Janeiro e a desidratação da FAPERJ, fomentadora de grande parte da pesquisa produzida no estado, são graves ataques à educação pública. Portanto, a ANPG e o movimento de pós-graduandos do Rio de Janeiro se posicionam firmes contra esses ajustes injustificáveis”, opina Gabrielle Paulanti, diretora da ANPG.

A agência de fomento carioca publicou ontem (10) um comunicado aos bolsistas em que fala não ter uma previsão para o pagamento das bolsas de pós-graduação:

“Comunicado aos Bolsistas:
Por motivo das medidas de ajuste fiscal em curso no estado do Rio de Janeiro, que obrigou o governo do Estado a tomar medidas de adequação em sua execução orçamentária, informamos que o pagamento das bolsas do mês de novembro de 2015 pela FAPERJ sofrerá atraso. A data do pagamento será comunicada logo que a Fundação for informada da liberação dos recursos pela Secretaria de Estado de Fazenda.”

Sabendo que os pós-graduandos dependem da bolsa para sua subsistência, a ANPG não aceita essa atitude do governo do Estado. Corroborando o tema do 40o CONAP, a Associação reforça que os pós-graduandos não devem pagar pela crise, e enviou ofícios à FAPERJ e aos deputados estaduais cobrando o imediato pagamento das bolsas.

Além disso, a ANPG, juntamente com a UNE e a UEE-RJ, organizam para a próxima quarta-feira (16), o ato “ALERJ não corte o nosso orçamento! Todos e todas contra o corte na Educação!”, no dia em que deveria ser votada a Lei de Diretrizes Orçamentárias do Estado, que foi adiada para o dia 21. A manifestação terá concentração às 13h em frente Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. (Mais informações aqui).

Da redação

Author

Reply To Mariana Cancel Reply