Ocorrerá durante a 7ª Bienal de Arte e Cultura da União Nacional dos Estudantes (UNE) o 4º Diálogo Nacional de Organizações e Movimentos Juvenil. Este ano, o evento será no Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho – Castelinho do Flamengo, das 9h às 18h, no dia 21 de janeiro, no Rio, e será aberto a todos os interessados.

Leia também:

Mais uma vitória: ANPG participa de mobilização pela aprovação do Estatuto da Juventude

Junto a outras organizações, ANPG se empenha para garantir delegação brasileira no 17º FMJE

7ª Bienal da UNE: Abertas inscrições de trabalhos para mostra científica

Entrevista com Gabriel Medina, novo presidente eleito do Conjuve

O evento

O evento tem por objetivo fortalecer a relação da sociedade civil em torno da discussão e implementações de Políticas Públicas de Juventude (PPJ’s), discutir a realização da 2ª Conferência Nacional de Juventude, fazer um balanço das experiências na área das PPJ’s relacionadas ao poder público e debater os desafios colocados para os movimentos e organizações juvenis.

O 4º Diálogo Nacional de Organizações e Movimentos Juvenil é uma atividade organizada pela UNE, pelo Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), pelo Centro de Estudos e Memória da Juventude (CEMJ), pela União de Negros pela Igualdade (Unegro) e pela Coordenadoria da Juventude Cidadã da cidade do Rio de Janeiro.

As edições anteriores, ocorridas em 2004, 2006 e 2008 em Brasília, São Paulo e Salvador respectivamente, foram de grande importância para a implementação das Políticas Públicas de Juventude em nosso país, que desde então contou com momentos importantes como a constituição da Secretaria Nacional de Juventude e do Conselho Nacional de Juventude, a realização da 1ª Conferência Nacional de Políticas Públicas (em abril de 2008) e a aprovação da PEC da Juventude, em 2010.

A ANPG

A ANPG, juntamente a outras entidades estudantis, é uma das protagonistas no Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), cuja composição plural e diversificada conta tanto com a participação de outros representantes da sociedade civil como com a participação de entidades governamentais.

O Conjuve visa não só formular e propor diretrizes voltadas às PPJ’s como também desenvolver estudos e pesquisas sobre a juventude e promover o intercâmbio entre as organizações juvenis nacionais e internacionais.

Como exemplo da atuação das entidades estudantis em prol de políticas construídas em conjunto e voltadas para a juventude, além das constantes pautas por educação, cultura e ciência e tecnologia; a ANPG, em conjunto com a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), apoiou a campanha que resultou na conquista do direito ao voto aos 16 anos; atuamos ativamente na construção da 1ª Conferência Nacional de Juventude, que resultou no Plano Nacional da Juventude, além de termos entrado com mobilização no congresso e também via internet pela aprovação da PEC da Juventude e agora, continuamos atuando pela aprovação do Estatuto da Juventude.

A ANPG, que compõe o Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), participou também da construção do Pacto pela Juventude, apresentado aos candidatos no curso das eleições 2010. Mais recentemente, a entidade marcou presença no 17º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes, ocorrido em dezembro de 2010 na África do Sul, onde a presidente e diretores da ANPG garantiram a representação do continente americano na discussão sobre patentes e propriedade intelectual, por exemplo.

Os pós-graduandos também marcaram presença, em conjunto com os demais estudantes, na luta pela aprovação de 50% do Fundo Social pré-sal para educação, ciência e tecnologia, cuja principal beneficiária será a juventude. Este projeto, embora tenha sido aprovado pelo Congresso Nacional, foi vetado pelo presidente Lula, sob o argumento de que engessaria o fundo. Entretanto, esta e muitas outras pautas continuam a integrar o conjunto de lutas em defesa da concepção de que o momento da juventude participar da construção da nação brasileira não é o futuro, é agora!

Programação

O primeiro momento do 4º Diálogo Nacional de Organizações e Movimentos Juvenil, que ocorrerá às 9h, será o balanço das Políticas Públicas de Juventude, que contará com a presença do Secretário Adjunto da Secretaria Nacional de Juventude, Danilo Moreira, da pesquisadora Regina Novaes, da Deputada Federal Manuela D’ávila (PcdoB/RS) e de Ângela Guimaraes, membro da Unegro e do Conselho Nacional de Juventude.

Às 13h, ocorre o segundo momento do evento, “Perspectivas para as Políticas Públicas de Juventude”, que trará Mary Castro (UCSAL e pesquisadora do CNPq), o Presidente do Conjuve, Gabriel Medina; Igor Bruno, da Coordenadoria da Juventude Cidadã da Cidade do Rio de Janeiro e Alex Nazaré, Secretário de Juventude do Amapá.

O evento se encerra às 20h com a Atividade Cultural da 7ª Bienal de Arte e Cultura da UNE.

Da redação

Author

Write A Comment