Está marcado para o dia 20 deste mês de maio, próxima quinta-feira, em Brasília, mais um ato das entidades estudantis como parte da campanha “50% do Fundo do Pré-Sal para a Educação”, organizada em conjunto pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), União Nacional dos Estudantes(UNE) e União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES). O objetivo é mobilizar os estudantes e sensibilizar os senadores a aprovarem os pontos da nova Lei do Petróleo que vão mudar a realidade do povo brasileiro, uma vez que o projeto de lei já se encontra na pauta do Senado.

 

 

O que é a campanha?







No dia 8 de novembro de 2007, a Petrobras anunciou o Pré-Sal, área que, até o presente momento, apresentou elevado potencial petrolífero e baixo risco de exploração. Isto porque das 13 (treze) perfurações realizadas até hoje todas identificaram petróleo, diferentemente da média do Brasil anterior ao Pré-Sal, que era de 10 (dez) para 1 (um). E de elevado potencial porque o país tem hoje 14,2 bilhões de barris de reservas, que poderá chegar a 70 bilhões de barris. Isto demonstra que o Pré-sal é um grande patrimônio do Brasil, questão determinante que deve mobilizar o conjunto da sociedade para garantir que tamanha riqueza sirva aos interesses do povo brasileiro.

Partindo dessa descoberta e da compreensão de que os recursos que lhe são oriundos devem ser apropriados pelo seu legitimo dono, o povo brasileiro, é preciso desmontar o arcabouço neoliberal e fortalecer a presença do estado nacional. A ANPG acredita ser indispensável a aprovação de um novo marco regulatório, que substituirá a lei do petróleo de 1997. “É preciso garantir o controle estatal da produção do petróleo, fortalecendo a Petrobrás. O setor energético é estratégico para o desenvolvimento do país e deve ficar sob controle nacional.” Afirmou Elisangela Lizardo, presidente da ANPG.

 

Ato: Pré-sal para a educação e por um novo marco regulatório do petróleo

Data: 20 de maio

Local: Brasília / DF

Author

Write A Comment