ufba

No dia 11 de agosto, quando se comemora o Dia do Estudante no Brasil, a Associação Nacional de Pós-Graduandos esteve acampada em frente ao Ministério da Educação, onde ficou até quarta-feira (12), com o objetivo de pressionar o governo pela reversão dos cortes na Educação, Ciência e Tecnologia, especialmente, os cortes nas verbas de custeio da Capes e a paralisação da concessão de novas bolsas em algumas modalidades.

Como parte da mobilização, atos foram feitos em diversas universidades brasileiras. Os pós-graduandos de diversas mobilidades se reuniram em diferentes mobilizações para discutir a Campanha por Mais Direitos e a busca por melhorias.

O comando de greve dos pós-graduandos da UFBA e a APG UFBA, somados à luta pela reversão dos cortes orçamentários orquestrados pelo ministro Levy e à defesa de mais verbas para o MEC e MCTI, se somaram ao chamado da ANPG e realizaram, no dia 11/08, panfletagem na praça do Campo Grande, no centro da cidade, somados às entidades estudantis DCE UFBA e UNE, ao comando de greve dos professores e a APUB (Associação dos Professores Universitários da Bahia), que também pautam a defesa da universidade pública, gratuita, de qualidade, laica e socialmente referenciada e a luta pela reversão dos cortes orçamentários.

Da redação com informações da APG UFBA

Matérias relacionadas:

UFSM promove Assembleia e elabora carta para Reitor
Pós-graduandos da UFS se mobilizam na universidade contra os cortes
Ato na UFPA demonstra descontentamento com política de cortes e denuncia golpe contra a democracia
Panfletagem na UESC chama a atenção para cortes orçamentários e audiência pública em defesa da pós-graduação
FiocruzRJ discute direitos dos pós-graduandos e cortes na educação
Pós-graduandos da USP Ribeirão Preto se mobilizam em discussões sobre a importância da pesquisa para e na sociedade
Intervenção da ANPG em assembléia do SINTUF destaca luta contra os cortes
Pós-graduandos da USP Capital se mobilizam em dois atos contra os cortes e por mais direitos

Write A Comment