Devido ao atraso das bolsas de diversos pós-graduandos, as APGs da USP São Carlos e da UFSCar convocaram uma reunião no dia 13/01 para discutir a origem e as consequências desses atrasos, e o que faremos a respeito. Os cerca de 20 pós-graduandos que estiveram presentes no CAASO, centro acadêmico da USP – São Carlos, apontaram a falta de informações da CAPES sobre as causas do atraso, e concluíram que esta seria uma das consequências do corte de 7 bilhões no orçamento da educação anunciado pelo governo federal no novo mandato.
O repúdio a este corte de verbas, e a certeza de que não podemos continuar vulneráveis – sem direitos e sem valorização da nossa formação e trabalho – foram unânimes. Estiveram presentes também nessa reunião os diretores da ANPG, Leonardo Reis e Gabriel Mendoza, que apoiaram a manifestação.Diante do exposto, foi decidido nessa reunião que nos uniríamos à manifestação já divulgada por outros movimentos de pós-graduandos, como o da APG-UFRGS, em Porto Alegre, e de pós-graduandos independentes na UFSC, em Florianópolis, e CONVOCAMOS um ato no dia 15/01 (quinta-feira), às 13h30, em frente à reitoria da UFSCar, e em seguida nos reuniríamos com representantes da reitoria e da pró-reitoria de pós-graduação dessa instituição para pedir que apoiem nossas bandeiras:
– Contra os atrasos no pagamento das bolsas de pesquisa
– Pelo reajuste das bolsas

– Pela universalização das bolsas
unnamed (1) unnamed (2)

Write A Comment