A economista Maria da Conceição de Almeida Tavares é a ganhadora do prêmio Almirante Álvaro Alberto para Ciência e Tecnologia de 2011. Ela recebe o prêmio nesta quinta-feira (17), às 11h, da Presidente da República, Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto. Às 16h30, a professora profere palestra na sede do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). 



O prêmio, que comemora 30 anos e tem a parceria da Fundação Conrado Wessel e da Marinha do Brasil, busca reconhecer pesquisadores brasileiros pelo trabalho realizado ao longo de sua carreira em prol do avanço da ciência e pela transferência de conhecimento da academia ao setor produtivo. O Conselho Deliberativo do CNPq, na edição de 2011, contemplou a área de Ciências Humanas, Sociais, Letras e Artes.



Para o presidente do CNPq, Glaucius Oliva, "o prêmio representa um esforço coletivo, entre o CNPq, a Fundação Conrado Wessel e a Marinha no sentido de fomentar cada vez mais a pesquisa no Brasil, e reconhecer o trabalho do pesquisador que tanto se esforça para melhorar as condições do nosso país. Além disso, com este prêmio estimulamos também a cultura do conhecimento, motivando assim mais vocações para as carreiras científicas".



Foto: TV Senado – Programa Agenda Econômica (www.senado.gov.br/noticias/tv)

Sobre a premiada

Maria da Conceição Tavares é graduada em Matemática pela Universidade de Lisboa e em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da qual é professora Emérita. Fez mestrado na Universidade de Paris II e doutorado em Economia da Indústria e da Tecnologia pela UFRJ.



Lecionou nas universidades Estadual de Campinas (Unicamp), Latinoamericana de Ciencias Sociales da Argentina, Nacional Autonoma do México, Pontifícia Universidade Católica do Chile e na Fundação Getúlio Vargas (FGV), entre outras instituições. Foi consultora de várias instituições entre elas, Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), Comissão Econômica para a América Latina (Cepal), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Instituto Nacional de Investigação Científica (Inic), de Portugal.



Entre os prêmios e honrarias recebidas estão o título de Doutor Honoris Causa, da Universidade de Buenos Aires, na Argentina, Ordem de Bernardo O Higgins, Gran Official, do Governo do Chile, Oficial da Ordem de Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Ordem ao Mérito do Trabalho, do Ministério do Trabalho e Prêmio BNDES de dissertação de mestrado.



A economista também publicou dezenas de artigos em livros e publicações nacionais e estrangeiras, publicou e organizou mais de dez livros e publicou capítulos em mais de 20 livros.



O Almirante Álvaro Alberto

O Almirante Álvaro Alberto (22/04/1889 a 31/01/1976), ao longo de mais de meio século, permaneceu em contato com a ciência. Estudou Engenharia na Escola Politécnica do Rio de Janeiro e na École Centrale Técnique de Bruxelas, Bélgica. Frequentou a Escola Naval do Rio de Janeiro.

Por mais de 30 anos dedicou-se ao magistério sem abandonar suas pesquisas. Idealizador e primeiro presidente do CNPq, então Conselho Nacional de Pesquisas, o Almirante Álvaro Alberto também foi o representante brasileiro na Comissão de Energia Atômica (CEA) das Nações Unidas (ONU) e presidiu a Academia Brasileira de Ciências (ABC).



Fonte: Assessoria de Comunicação do CNPq

Author

Write A Comment