cnpq
A presidenta da ANPG, Tamara Naiz, esteve hoje, 15 de agosto, reunida com o presidente do CNPq, Mário Neto Borges, para apresentar os anseios e preocupações dos pós-graduandos brasileiros, que nas últimas semanas receberam notícias negativas sobre a continuidade de suas bolsas e sobre o financiamento do sistema nacional de ciência e tecnologia nacional. “Essa é uma área estratégica para o nosso país e a crise que estamos enfrentando pode paralisar os avanços alcançados nos últimos anos”, disse Tamara.
Na reunião, o presidente do CNPq confirmou que conseguiu um descontingenciamento de 100 milhões – que garante o pagamento de bolsas até setembro e dos INCTs. “Mas a luta continua! O restante do orçamento ainda está contingenciado e em negociação. A expectativa é que com a alteração da meta do superávit primário mais uma parcela do orçamento será liberada”, contou a presidenta da ANPG.
Durante o encontro, Tamara também chamou a para a situação do FNDCT (que também financia o CNPq e a Finep, entre outros) que está igualmente alarmante, pois quase metade do orçamento foi contingenciado e até agora não está liberado. “Da mesma forma a previsão orçamentária do CNPq para 2018 é péssima, a pre-LOA destina a agência 900 milhões quando a necessidade é de ao menos 1,4 bilhões, além disso, sabemos que em cima da previsão orçamentária todo ano incidem cortes e contingenciamentos, o que pode levar a um colapso do sistema nacional de CTI”, explica.
O presidente da CNPq garantiu que está trabalhando ferrenhamente para descontingenciar o orçamento e para manter a continuidade dos projetos que estão em andamento. Um dos exemplos é que será lançado o edital para recursos das Olimpíadas escolares e que este orçamento será maior. Também será lançada a chamada pública para feiras e mostras de ciência e tecnologia e que isso será garantido em 2018.
Desde março deste ano, a ANPG vem denunciando o contingenciamento de 44% do orçamento do CNPq e do MCTI. “A luta do financiamento público da ciência é uma bandeira desta gestão, com forte eixo por melhores condições de pesquisa. Estamos desde o começo do ano alertando sobre os riscos desse contingenciamento e nas últimas semanas estamos mobilizamos pós-graduandos do Brasil em atos por diferentes universidades em todas as regiões. Essa mobilização culminará no ato de Jornada de Lutas da Juventude brasileira que acontecerá n dia 17 de agosto em São Paulo”, diz Naiz.
A presidenta ainda complementa e convida: “A ANPG segue alerta na defesa do orçamento da CTI e contra qualquer possibilidade de suspensão de pagamento de bolsas em todas as modalidades! Vem com a gente que essa luta é nossa!”. Saiba mais sobre o evento e participe!

Write A Comment