Confap
A primeira reunião do Fórum do Confap aconteceu em Brasília (Foto: Haydée Vieira – CCS/Capes)

Presidentes das Fundações de Amparo à Pesquisa (FAPs) de todo o Brasil estiveram reunidos no edifício-sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em Brasília, para discutir questões relacionadas à gestão de recursos para o fomento à ciência, tecnologia e inovação no país. Eles participam da primeira reunião do ano do Fórum do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), realizado nestas quinta e sexta-feiras, 10 e 11 de março.

A solenidade de abertura contou com a presença do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Celso Pansera, e do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. Pansera destacou o esforço do ministério em trabalhar junto com as FAPs. “Estamos indo aos estados, ouvindo as fundações de amparo e vendo de que forma podemos ajudar. É dever do ministério ajudar na articulação e estratégias nacionais que permitam que a ciência mantenha a vitalidade atingida na última década”, afirmou.

Rollemberg ratificou os investimentos realizados em ciência e tecnologia no Distrito Federal. “Não tenho dúvida que um dos caminhos para encontrar solução para os impasses do presente é por meio do investimento em ciência, tecnologia e educação. Fizemos questão de honrar todos os compromissos estabelecidos com a C&T, pois temos convicção que para o desenvolvimento científico tão importante quanto garantir os recursos é garantir a regularidade dos mesmos”, ressaltou.

Cooperação
O diretor de Avaliação da Capes, Arlindo Philip Jr, celebrou o fato de o encontro ser realizado na Capes. “Este é o elo de grande relevância para o desenvolvimento do país: a relação da pós-graduação, educação e pesquisa”. Entre as atividades de articulação de Confap e Capes, Arlindo lembrou o recente protocolo de cooperação assinado com a Fapemig com foco na recuperação da bacia hidrográfica do Rio Doce.

Após a solenidade de abertura, foi realizada palestra sobre o Decreto de Regulamentação da Lei de Inovação, com a secretária-executiva do MCTI, Emília Curi. “A ciência precisa de união no setor e o Confap e as FAPs são fundamentais para esse processo. Com o novo marco, estamos reforçando uma parceria que não se acaba, ela se renova e se estende. E vamos colocar o documento aberto diante de todos em consulta pública para determinar as nossas ações”, explanou.

O presidente do Confap, Sergio Gargioni, e o diretor de Avaliação da Capes, também assinaram protocolo de cooperação, que sinalizam para a elaboração de dois editais: reuso de água nos centros urbanos, envolvendo a totalidade das FAPs; e água no semiárido brasileiro, com previsão de lançamento ainda neste semestre.

Confap
O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa é uma organização sem fins lucrativos que tem por objetivo melhor articular os interesses das agências estaduais de fomento à pesquisa. Criado oficialmente em 2006, o Conselho agrega fundações de 25 estados, mais o Distrito Federal.

Saiba mais sobre o Confap.

Fonte: Confap

Author

Write A Comment