Reunião do FONAPRACE aconteceu na segunda-feira (14), em Brasília.
Reunião do FONAPRACE aconteceu na segunda-feira (14), em Brasília.

A ANPG participou da reunião do Fórum Nacional de Pró-Reitores Comunitários e Estudantis (FONAPRACE), na última segunda-feira (14), no qual foram debatidas políticas estudantis e a inclusão dos pós-graduandos no Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES).

Realizada na sede da Andifes, em Brasília, foi debatido também a elaboração de uma proposta para ser apresentada ao governo no sentido de conseguir a verba que falta para atender as necessidades dos estudantes em condição de vulnerabilidade social. Atualmente, as universidades precisam de um milhão para atender a demanda de alunos, mas, hoje, elas possuem somente a metade da verba.

Após a reunião principal, a coordenação da FONAPRACE, composta por oito pró-reitores de diversas universidades, recebeu a ANPG para a entrega de ofício elaborado pela entidade, para estabelecer um diálogo a respeito da assistência estudantil para a pós-graduação e inclusão dos pós-graduandos no PNAES.

“O resultado da reunião foi muito positivo, pois o FONAPRACE passou a nos apoiar na luta pela inclusão dos pós-graduandos no Pnaes.  A inclusão dos pós-graduandos no plano se justifica pela necessidade de prover o direito para quem precisa, a inclusão dos pós-graduandos no PNAES garantirá aos estudantes em situação de vulnerabilidade social a possibilidade de permanência e conclusão de suas pesquisas.  Conquistar o apoio da coordenação do FONAPRACE é um passo importante para alcançarmos essa conquista”, diz Tamara Naiz, Tesoureira da ANPG.

“A reunião com o Fonaprace, mais uma vez, demarca o protagonismo da ANPG na defesa da popularização da educação com a perspectiva de ampliação dos direitos sociais”, completa Hercília Melo do Nascimento, Diretora de Ciência, Tecnologia e Inovação da ANPG.

Atualmente, o Plano Nacional de Assistência Estudantil, restrito aos estudantes de graduação presencial, contempla assistência à moradia estudantil, alimentação, transporte, à saúde, inclusão digital, cultura, esporte, creche e apoio pedagógico. A ANPG quer a mudança do decreto para a inclusão dos pós-graduandos que necessitam dos benefícios garantidos pelo PNAES.

“É urgente a questão da assistência estudantil para os Pós-Graduandos. Nesse sentido é muito positivo o posicionamento do FONAPRACE, pois finalmente se reconhece a situação difícil de muitos pós-graduandos que sem bolsas e sem assistência estudantil vivem a angustia diária de não saber se terão condições financeiras para prosseguir em seus estudos”, comenta Cristiano Moraes Junta, Vice-presidente da ANPG.

Da Redação

Author

Write A Comment