15122016-banner-destaque-premio-capes
Crédito: Haydée Vieira – CCS/Capes

A cerimônia de entrega do Prêmio Capes de Tese 2016, iniciativa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que consagra os melhores trabalhos de doutorado defendidos nos programas de pós-graduação do país, aconteceu nesta quarta-feira, 14. Ao todo, 48 teses foram premiadas e 88 receberam menções honrosas.
Em 2016, foram 774 teses de doutorado inscritas por 90 instituições de ensino superior. Todas defendidas em 2015. O presidente da Capes, Abilio Baeta Neves, relacionou o crescimento do Prêmio com o sucesso das ações da agência. “A cada ano, a premiação cresce em quantidade de teses inscritas e em qualidade de pesquisa. É com grande satisfação que nós mais uma vez entregamos os prêmios com particular reconhecimento ao intenso trabalho de todos os estudantes e orientadores. Produção de excelência, que coroa o trabalho da Capes e de toda a pós-graduação brasileira”, enfatizou.
A secretária-executiva do Ministério da Educação, Maria Helena Castro, também destacou os êxitos da experiência da pós-graduação-brasileira. “A pós-graduação alcançou padrão de qualidade muito elevado nos diferentes campos de conhecimento. Temos uma clara convicção de que essa modalidade deu certo e nós vemos que o Brasil ainda pode fazer muito na educação. Na pós-graduação temos um padrão de produção muito bom, apoiado pela Capes, universidades públicas, agências de fomento e fundações de amparo que fazem um importante trabalho. Um dos resultados disso, são essas 48 teses, que certamente apontam para o desenvolvimento e para o futuro desse país. Se conseguimos fazer na pós, vamos também dar esse salto na educação básica e na graduação”, concluiu.
O presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Mário Neto Borges, afirmou que o Brasil é capaz de resolver problemas quando há políticas públicas permanentes para isso. “A pós-graduação é um sucesso porque a Capes está há 65 anos, ao lado do CNPq, fazendo um trabalho que independe do contexto vigente no país. Estas agências superaram diversos governos e têm se esforçado a colocar a pesquisa e a ciência brasileira em níveis internacionais.”
Prêmio
O Prêmio Capes de Tese foi criado em 2005 e consiste em diploma, medalha e bolsa de pós-doutorado nacional de até 12 meses para o autor da tese; auxílio para participação em congresso nacional, para o orientador, no valor de R$ 3 mil; distinção a ser outorgada ao orientador, coorientador e ao programa em que foi defendida a tese; além de passagem aérea e diária para o autor e um dos orientadores da tese premiada para que compareçam à cerimônia de premiação.
Participam do Prêmio Capes de Tese os trabalhos defendidos no Brasil, inscritos pelos programas de pós-graduação, em cada uma das 48 áreas do conhecimento reconhecidas pela Capes. São considerados na seleção os quesitos originalidade, relevância para o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural, social, de inovação e valor agregado ao sistema educacional. A seleção é feita por comissões formadas por membros da comunidade em cada área.
Acesse o livreto com nome dos autores, resumo das teses e estatísticas do Prêmio Capes de Tese: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/diversos/15122016-livreto-pct-
Fonte: CAPES

Write A Comment