No dia 08/11/13, na cidade de Porto Alegre, cerca de 30 pessoas realizaram um ato de profundo desrespeito à memória do povo brasileiro. Aglomeraram-se em frente ao Memorial Luiz Carlos Prestes, ainda não inaugurado. De forma agressiva e violenta, estas pessoas gritavam palavras de ordem e portavam cartazes com dizeres de intolerância política e ódio, principalmente contra a memória de Luiz Carlos Prestes. Os manifestantes chegaram a propor a destruição do memorial, uma das últimas obras do grande Oscar Niemeyer.

Recentemente, temos observado em todo país manifestações dos autointitulados arautos da democracia e da liberdade, mas que, com seus discursos e posturas, encobrem atitudes reacionárias. Defendem, como nos velhos tempos, a supressão da liberdade, a intervenção militar e pregam soluções golpistas que renegam outros pensamentos e interesses que não sejam os seus.

A ANPG repudia tais ações e ideias e coloca-se em defesa do memorial Luiz Carlos Prestes. O memorial representa não só a memória de um lutador, mas também a memória brasileira. Orientamos os pós-graduandos a participar das ações em defesa do memorial.

Viva a memória de nosso povo!

Brasil, 17 de novembro de 2014.

Diretoria da ANPG

Author

Write A Comment