Ato Alerj

Atualizado às 20:41, de sexta-feira (19)

Nesta sexta-feira (19), os pós-graduandos e representantes de APGs e da ANPG realizaram ato em frente à FAPERJ, em decorrência do atraso no pagamento das bolsas, e foram recebidos pelo presidente da Fundação, Augusto da Cunha Raupp, e pelo diretor Científico da entidade, Jerson Lima Silva. Eles reafirmaram que a prioridade da Fundação, neste momento, é o pagamento das bolsas que se encontram em atraso, e informaram aos alunos e bolsistas ali reunidos que a Fundação está buscando, junto à Secretaria Estadual de Fazenda, a liberação dos recursos para que as bolsas sejam pagas no menor prazo possível, e que esperam poder divulgar a data do pagamento em breve.

Leia comunicado oficial da FAPERJ sobre esse ato

Recentemente, o governado do estado do Rio de Janeiro apresentou um pacote de medidas de combate à crise que o Estado passa, como a PEC 19/2016, que corta pela metade o repasse de verbas para a FAPERJ. Diante dessa situação, a ANPG, juntamente com a UEE-RJ e demais entidades estudantis do Rio de Janeiro, estão organizando um ato para a próxima quinta-feira (25), em frente a Alerj, contra o desmonte dos serviços públicos do Estado do Rio de Janeiro.

Veja a descrição do evento no Facebook:
Recentemente o governador do estado do rio de janeiro, Pezão, apresentou um pacote de medidas de combate à crise que o estado passa.

Tais ações impactam a prestação de serviços públicos, prejudicando estudantes, servidores e os usuários da educação, saúde e transportes.

Na educação, temos o não pagamento dos trabalhadores terceirizados, atrasados do pagamento das bolsas estudantis, o anuncio da redução do orçamento da FAPERJ em 50%. A assistência e permanência estudantil, bem como a pesquisa e extensão no estado estão em perigo!

O HUPE reduziu de 50 leitos para pouco mais de 100 leitos a capacidade de atendimento, não há verbas para a manutenção. Na saúde, também há a precarização das relações de trabalho através da terceirização, cujos trabalhadores também não recebem.
No inicio do ano, houve aumento das passagens acima da inflação, algumas linhas funcionam sem ar condicionado e recai sobre os usuários o custo da renovação das frotas. O governador ameaçou a população com a retirada do bilhete único e garante isenções fiscais as empresas de transporte, por exemplo, o pagamento de 40 milhões de reais das dividas da Supervia com a Light.

A UEE/RJ convoca os estudantes e toda a população a lutar contra o desmonte dos serviços públicos do estado do Rio de Janeiro dia 25/02, às 17h na ALERJ.

Queremos:
– o pagamento imediato das bolsas;
– garantia de orçamento para manutenção e investimento das IES estaduais;
– respeito ao orçamento constitucional de 2% da arrecadação liquida para a FAPERJ;
– orçamento emergencial para manutenção e recuperação do HUPE;
– aprovação do passe livre intermunicipal, intermodal e irrestrito para todos e todas as estudantes.

Ato Contra o Desmonte dos Serviços Públicos do Estado do Rio de Janeiro
Quando: 25 de fevereiro, às 17h
Onde: Em frente à Alerj (Palácio Tiradentes, Rua Dom Manuel, s/nº – Praça XV).

Da redação

Matéria relacionada:

19/02/2016 – ANPG se manifesta contra a PEC que corta pela metade o repasse para a FAPERJ

Author

Write A Comment