Pós-graduandos e graduandos da faculdade de Saúde Pública da USP estão se organizando para o ato “Grito pela Democracia”, que acontecerá na segunda-feira (22), a partir das 10 da manhã, na FSP/USP. Segundo Priscila Machado, mestranda da Faculdade de Saúde Pública da USP, a reitoria instaurou processos administrativos contra estudantes que tentaram ter voz e participar do Conselho Universitário.

Mariana Moura, coordenadora da APG USP Capital, estava presente nesta reunião do Conselho Universitário e acredita em outras formas de relação entre reitoria e estudantes.

“Uma das promessas de campanha do Reitor Zago foi ampliar a democracia na universidade. Isso significa, entre outras coisas, um tratamento mais tolerante com manifestantes, diferente do que fazia a antiga reitoria. É muito ruim quando estudantes são tratados sem diálogo e apenas com processos disciplinares.”, diz.

A organização do ato conta com a colaboração de todos para elaboração e organização dos cartazes e também para enviar vídeos e fotos de apoio durante diferentes períodos do dia.
Os interessados podem enviar seus vídeos e fotos de apoio para o e-mail [email protected] que serão encaminhados para a organização do ato.

A Faculdade de Saúde Pública fica Av. Dr. Arnaldo, 715 – São Paul

Da redação

Write A Comment