O Dinter em educação entre Ufac e UFPR foi aprovado pela Capes em 2011 e iniciou as atividades em 2012
O Dinter em educação entre Ufac e UFPR foi aprovado pela Capes em 2011 e iniciou as atividades em 2012

O doutorado interinstitucional (Dinter) em Educação, realizado pela Universidade Federal do Acre (Ufac), em convênio com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), formou recentemente 13 novos doutores. O programa foi aprovado pela CAPES em 2011 e teve suas atividades iniciadas em 2012. A sessão solene de encerramento aconteceu no último dia 31 de março na UFPR.

O Dinter em Educação atendeu professores dos campi da Ufac em Rio Branco, em Cruzeiro do Sul e do Colégio de Aplicação (CAP), com o objetivo de aprimorar a qualidade do ensino nos cursos de graduação e pós-graduação da Ufac e na educação básica.

Professores e técnico-administrativos da Ufac, professores do CAP e do Instituto Federal de Educação do Acre (Ifac) concorreram ao processo seletivo para o Dinter. Dos 50 inscritos, 13 foram selecionados. O curso terminou n prazo acadêmico estabelecido, com 100% de aproveitamento: os 13 alunos obtiveram aprovação e o título de doutor.

Segundo o professor Pelegrino Verçosa, um dos doutores formados pelo programa, o curso contou com dois momentos. O primeiro, foi um momento intensivo de estudos e aconteceu na UFPR. “Passamos cerca de um ano e quatro meses em Curitiba, cursando as disciplinas e em contato com outros pesquisadores”, comenta Pelegrino. Depois que os doutorandos acreanos concluíram os créditos das disciplinas no Paraná, foi a vez de eles voltarem para o Acre para a parte do desenvolvimento de suas pesquisas na sua instituição de origem.

Pelegrino conta que essa foi uma experiência muito positiva: “Fiquei muito satisfeito com o programa, especialmente, porque na minha área de pesquisa, Política Educacional, a Universidade Federal do Paraná possui um ótimo curso, com muitos convênios com diversas universidades de outros países”.

Essa iniciativa que visa à formação do quadro de professores de universidade mais distantes do eixo sul-sudeste, onde estão concentradas as universidades com maior estrutura, é bastante importante na tentativa de atenuar as assimetrias regionais.

“A Ufac tem procurado esse tipo de política para tentar formar seus quadros de professores. Essa tem sido a grande luta nos últimos anos”, comenta Pelegrino.

Segundo ele, essa não foi a primeira experiência da universidade em cursos interinstitucionais. A Ufac já havia firmado, anteriormente, convênio com outras universidades como UFMG, UFRJ, UFSC, UFRGS e UnB para formar seus professores.

Esse tipo de parceria traz benefícios para ambas as instituições participantes. Neste caso, a Ufac formou doutores 13 de seus professores e, em contrapartida, a UFPR pôde crescer também com essa troca de experiências e cooperação entre os pesquisadores.

“A pesquisa desenvolvida pelos doutorandos da Ufac possibilitou uma leitura mais ampla de Brasil por parte dos pesquisadores da UFPR. Eles tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais da história e da política educacional desenvolvida no norte, especificamente no Acre. Eles gostaram muito dessa experiência”, diz Pelegrino.

Ele conta que o seu objeto de pesquisa é na linha de remuneração do magistério público dentro da política de financiamento da educação. O seu orientador fazia parte de um dos grupos de pesquisa da UFPR em políticas educacionais. “Ele tem um trabalho de pesquisa nacional e me incluiu nesse trabalho como colaborador e pesquisador, visto que meu trabalho é um pouco fruto dessa pesquisa nacional. Então, eu não pesquisei só para a minha tese, mas pra essa pesquisa maior que já estava sendo realizada por ele na UFPR. Foi um momento de aprendizagem muito interessante. O nível de aprendizagem e desenvolvimento acadêmico teve uma influência muito grande no meu amadurecimento como pesquisador”, diz.

Em dezembro do ano passado, foi apresentada proposta para reedição do Dinter em Educação. Na solenidade de encerramento do Dinter 2012-2016, a proposa foi aceita pela CAPES e assumiu-se o compromisso de reedição do curso em 2017.

Novo edital
A Capes divulgou na terça-feira (12), a Portaria Capes nº 45, de 11 de abril de 2016, que regulamenta a sistemática de apresentação de projetos, avaliação de mérito e início de atividades de turmas de Mestrado Interinstitucional (Minter) e de Doutorado Interinstitucional (Dinter), nacionais e internacionais. O período de submissão de propostas de turmas de programas acadêmicos vai até o dia 10 de maio.
O projeto para turmas Minter ou Dinter podem ser apresentados por programas de pós-graduação nacionais recomendados e reconhecidos com nota igual ou superior a 5. A instituição promotora será responsável por garantir o nível de qualidade das atividades de ensino e pesquisa desenvolvidas por seu programa de pós-graduação na instituição receptora.
Acesse o edital completo do programa. Saiba mais sobre o Minter/Dinter.

Da redação com informações da Ufac

Author

Write A Comment