O movimento estudantil brasileiro mostrou mais uma vez que está presente e atuante nas lutas em defesa do povo brasileiro e lotou a Esplanada dos Ministérios nesta quinta-feira, dia 20 de maio, para levar aos parlamentares uma reivindicação que pode mudar a cara do Brasil.

A manifestação foi organizada pela União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e Associação Nacional dos Pós Graduandos (ANPG).

 

 

 

Uma comissão de estudantes foi recebida pelo líder do governo da Câmara, Romero Jucá. As lideranças pressionaram o poder legislativo para que a aprovação do Projeto de Lei nº 7 de 2010, que cria o Fundo Social do Pré Sal, seja acelerada e votada ainda este mês. As manifestações prosseguem até o dia 8 de junho, data prevista de votação no Senado do Projeto de Lei da Câmara PLC 7/10, que cria esse fundo.

A reivindicação dos estudantes sensibilizou os senadores Fátima Cleide (PT-RO), Ideli Salvatti (PT-SC) e Inácio Arruda (PC do B-CE), autores de emenda ao PLC 7/10 destinando metade da receita do Fundo Social para programas educacionais públicos. Como tramita em regime de urgência, o projeto já foi incluído na Ordem do Dia e teve o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) indicado relator em Plenário.

De acordo com a presidente da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), Elisangela Lizardo, a bandeira "50% do Pré Sal para a educação" representa a oportunidade do Brasil avançar substancialmente nos próximos anos na área da educação. O desenvolvimento do país precisa estar amparado num grande investimento neste setor estratégico.Estamos confiantes na aprovação.

 

Da redação, com informações de Estudantenet e Agência Senado

 

 

 

 

 

Author

Write A Comment