O 2º dia do 38º CONAP da ANPG começou agitado com a mesa Plano Nacional de Pós-Graduação 2011-2020: Pesquisa e Desenvolvimento Nacional. O Prof. Dr José Fernandes de Lima, da Comissão de elaboração do PNPG 2011-2020, apresentou detalhes sobre o tema. Os principais eixos: expansão do Sistema Nacional de Pós-Graduação; criação de uma agenda nacional de pesquisa; flexibilização da avaliação; interdisciplinaridade e apoio aos outros níveis de ensino foram explicados um a um.

 

Ex-ministro de C&T e professor da UFPE, Sérgio Rezende. Foto: Eleonora Rigotti.

Na parte da tarde, foi a vez do professor da UFPE e ex-ministro de C&T, Sérgio Rezende e José Bertoti, secretário de C&T e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Recife realizarem os debates sobre C,T&I no combate às desigualdades regionais.

 

O Brasil está aprendendo o que fazer para construir seu estilo de desenvolvimento nacional, respeitando as diferenças regionais, de acordo com Sérgio Rezende. Ele disse ainda que o país tem enfrentado esses desafios com muita astúcia e competência, especialmente a partir de 2002, mas que o caminho é longo. Os principais desafios na área da ciência são expandir a comunidade científica e aumentar a pesquisa tecnológica industrial, ou seja, a inovação.

Para Bertoti, as empresas brasileiras ainda não tem a cultura de investir em inovação. Isso precisa ser mudado e um dos caminhos é a alteração da legislação brasileira, incentivando esses investimentos.

 


ato político

 

Ato Político do 38º CONAP. Foto: Eleonora Rigotti

A escolha de Recife como cidade-sede do 38º CONAP não foi por acaso. O estado atravessa um momento de destaque no cenário nacional. Momento de possibilidades, ritmo acelerado de crescimento e desenvolvimento que reflete o momento que o país está passando. Três projetos do Programa de Aceleração do Crescimento ilustram bem este momento em Pernambuco: no litoral Norte a criação da Hemobrás (Empresa Brasileira de Hemoderivados); no litoral sul a instalação da Refinaria de Petróleo de Abreu e Lima (em Suape); e no interior do estado a retomada das obras da Transnordestina.

 

A lógica das políticas públicas e dos setores todos que compõem a sociedade em Pernambuco tem sido a de aproveitar as oportunidades, potencializando as possibilidades oferecidas pelo momento que passa o Brasil.

 

Além disso, há pouco foi aprovada a gratuidade da pós-graduação na UPE para beneficiados do programa PROGRAPE (Programa Estadual de Formação de Professores). Revelando o compromisso da universidade com a melhoria da educação básica.

 

Esse modelo de desenvolvimento propicia espaço para que os mestres e doutores sejam absorvidos por toda essa cadeia; para que eles estejam inseridos no processo de consecussão do desenvolvimento do estado.

 

Também em âmbito nacional o desenvolvimento precisa ter como lógica pensar o lugar do Brasil no mundo, visando o desenvolvimento tecnológico das forças produtivas e também o desenvolvimento cultural, educacional e científico.

 

O sistema nacional de pós-graduação brasileiro precisa contribuir com o desenvolvimento da educação básica e precisa estar concatenado com as áreas mais estratégicas para o desenvolvimento nacional.

 

E para que tais possibilidades se concretizem o país precisa de recursos humanos qualificados, por isso a ANPG pauta a importância da formação de recursos humanos para o desenvolvimento do Brasil neste 38º CONAP.

 

Amanda Gondim, da APG da UFPE e Elisangela Lizardo, presidenta da ANPG. Representantes da APG da USP e um dos fundadores da entidade e hoje prof da UFPE, prof Antônio Carlos Pavão. Fotos: Eleonora Rigotti

 

maracatu

 

Maracatu Nação Camaleão. Fotos: Eleonora Rigotti.

 

O auditório do CFCH da UFPE estava lotado quando o grupo de maracatu Nação Camaleão adentrou o espaço com as cores, movimentos e sons de sua apresentação. História, tradição e religiosidade se misturaram, trazendo ao fórum da ANPG toda a diversidade da cultura regional.

 

 presenças importantes

 

Além dos participantes do 38º CONAP, estiveram no Ato Político, entre outros, Marcelino Granja (secretário de C&T de Pernambuco); Antônio Carlos Pavão, professor da UFPE e diretor do Museu Científico Espaço Ciência; Everaldo Feitosa, também professor da UFPE; Luciano Siqueira, deputado estadual (PCdoB), Ângela Guimarães, secretária adjunta da Secretaria Nacional de Juventude da Presidência da República e membro do Conjuve; Virgínia Barros, diretora de Comunicação da União Nacional dos estudantes (UNE); o presidente da União dos estudantes de Pernambuco,Tauan Fernandes e José Alisson Barbosa, presidente da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas de Recife.

 

 

Todos saudaram os participantes e reafirmaram o apoio às bandeiras e reivindicações dos pós-graduandos.

 

Ao encerrar o ato a presidenta da ANPG, Elisangela Lizardo, frisou que a intenção da atividade foi, antes de tudo, agradecer o carinho e a hospitalidade do Recife em receber o fórum da ANPG.

 

 

De Recife, Eleonora Rigotti.

Author

Write A Comment