A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) elegeu como presidente o reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira Brasil, em reunião do Conselho Pleno realizada na quarta-feira (16/6) em Brasília.

A Diretoria Executiva da gestão 2010/2011 ficou assim formada: João Luiz Martins, reitor da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), como 1º vice-presidente, e Josué Modesto, reitor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), como suplente; Álvaro Prata, reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), como 2º vice-presidente, e Targino de Araújo Filho, reitor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), na suplência.

O novo presidente da Andifes já tinha ocupado o posto de 1º vice-presidente na gestão 2008/2009, presidida pelo reitor Amaro Lins, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

 

Agenda

 Após a eleição, a nova diretoria foi recebida pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, na sede do MEC. Edward Madureira Brasil falou ao ministro sobre a necessidade de estreitar ainda mais o diálogo com MEC, cumprindo agenda quase semanal com a secretaria de Educação Superior (Sesu). Na sua visão, é importante preservar os avanços já alcançados. "Acho que a principal conquista do governo Lula foi essa prática de nos receber continuamente, sem burocracia", ressaltou Edward Madureira.

 Duas pautas foram destacadas pela nova gestão como prioritárias: Hospitais Universitários e autonomia universitária. A nova diretoria da Andifes demonstrou a preocupação com os HUs, apesar do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), instituído em janeiro deste ano pelo decreto 7.082, que ainda precisa de portarias e instrumentos que o efetivem na prática.

 O presidente da Andifes ressaltou a necessidade de contratações emergenciais para os HUs, devido ao déficit de recursos humanos nestas unidades.

Sobre autonomia universitária, o ministro afirmou que a intenção do presidente Lula é assinar decreto que está sendo elaborado pelo MEC no dia 19 de julho, data provável da realização da audiência anual com a Andifes. Edward Brasil reforçou a disposição da Andifes em colaborar com as pautas apresentadas e continuar a interlocução com o MEC: "A agenda é essa", enfatizou.

Edward Madureira Brasil

Engenheiro Agrônomo, formado em 1984 pela Escola de Agronomia da UFG. Cursou mestrado e doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas nessa mesma Unidade. Após trabalhar como pesquisador em uma empresa privada, ingressou na carreira docente na UFG, por concurso público em 1994, atuando na graduação e pesquisa. Com a conclusão do doutorado, em 1998, passa a integrar o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Agronomia, ministrando disciplinas e orientando teses e dissertações. Atualmente, participa de vários projetos de pesquisa e de extensão. Iniciou a carreira administrativa na coordenação de estágios do curso de Agronomia em 1995, e foi coordenador desse curso no período de 1996 a 1998. Eleito Diretor da Escola, em 1998, reeleito para um segundo mandato em 2002. Nestas funções, além de participar ativamente dos Conselhos Superiores, atuou na difusão do conhecimento, projetando a UFG no cenário regional e nacional.

 

Leia mais: Entrevista de Edward Madureira.

Da redação, com informações da Assessoria de Imprensa da Andifes e Jornal da Ciência.

 

 

 

Author

Write A Comment