CLAE - Flávio
A ANPG participou ativamente do 17º Congresso Latino-Americano e Caribenho (CLAE), realizado de 17 a 22 de agosto, em Manágua, capital da Nicarágua. Reunindo o movimento estudantil de toda a América Latina, o evento contou com diversas mesas de debate nas quais foram discutidos diversos temas ligados à educação.

O painel intitulado “Integração e Articulação da Educação na América Latina e Caribe”, realizado na última terça-feira (19), contou com a participação do Diretor da ANPG, Flávio Franco; além do Reitor da Universidade Autônoma de Nicarágua (UNAN), Elmer Cisnero; e da Pró-Reitora de Relações Internacionais da Universidade de Integração Latino-Americana (UNILA Brasil), Giselle Ricobom.

Os conferencistas ressaltaram a importância de criar espaços institucionais entre os estados latino-americanos para promover o intercâmbio acadêmico entre estudantes e professores na América Latina.

O reitor da UNAN ressaltou a necessidade de recuperar o pensamento crítico latino-americano nas universidades como também que as universidades criem condições e possibilidades de intercambio cultural cientifico no sentido de promover a produção do ensino pautada no desenvolvimento econômico dos estados e a preservação da identidade latino-americana.

A pró-reitora da UNILA destacou a iniciativa do governo brasileiro em promover a integração da educação na América Latina através da criação desta universidade, que possibilita uma formação acadêmica voltada para compreensão das particularidades e especificidades dos diversos países que compõem a comunidade latino-americana e caribenha. Na UNILA, os estudantes têm a possibilidade de ter uma formação interdisicplinar voltada para o desenvolvimento das potencialidades que cada país tem, contribuindo, assim, com o desenvolvimento econômico de seus países.

Giselle ressaltou também que a UNILA é uma universidade composta por 50% de brasileiros e 50% de estudantes estrangeiros da América Latina (de 10 países da região, sendo a maioria da América do Sul, mas a intenção é ampliar o número de vagas); e a instituição oferece a formação bilíngüe em português e espanhol voltada para América Latina. Além disso, ela destacou que os estudantes possuem um forte acompanhamento pedagógico no decorrer de seus cursos, e ressaltou a necessidade de que os estados latino-americanos apoiem mais esta iniciativa na promoção de bolsas de estudos para custeio da vida acadêmica dos alunos estrangeiros na UNILA.

“O 17º Congresso da OCLAE é um espaço importante da luta política dos estudantes secundaristas, universitários e pós-graduandos latino-americanos e caribenhos, organizados em diversas entidades estudantis que permite a discussão dos rumos da educação na comunidade latino-americana”, opinou Flávio, Diretor da ANPG. Durante o debate, ele defendeu que os Estados devem prover uma educação pública, gratuita e de qualidade.

O painel contou com intervenções ricas de estudantes de diversos países, tendo como foco a recuperação de um pensamento crítico latino-americano que promova um ensino superior com maior mobilidade internacional entre as universidades. Também foi levantada a importância da produção do conhecimento, da Ciência e da Tecnologia voltada para a promoção do desenvolvimento econômico e para o enfrentamento das desigualdades econômicas e sociais que persistem nos estados latinos.

A importância do ENLACES
Discutir integração do ensino superior na comunidade latino-americana e caribenha é destacar o importante papel do ENLACES (Espaço Latino-Americano e Caribenho de Educação Superior) criado pela OCLAE e vinculado ao CELAC (Comunidade de Estados Latino americanos e Caribenhos), que vem contribuindo positivamente para o processo de consolidação de uma rede de setores do movimento educacional latino-americano.

A ANPG acredita que o ENLACES é um espaço político do movimento educacional latino-americano que tem conquistado bons êxitos, mas devemos fortalecê-lo cada vez mais na perspectiva de valorização do pensamento latino-americano nas universidades.

Nesta perspectiva, defendemos uma integração do ensino superior que estabeleça uma maior cooperação tecnológica e cientifica da produção do conhecimento entre as instituições de ensino superior, através da criação de um sistema de ensino que possibilite a convalidação dos créditos e diplomas entre as universidades; que haja financiamento de bolsas de estudos na graduação e pós-graduação, para a mobilidade internacional dos estudantes. Essas ações têm como foco a construção da unidade latino-americana de uma educação crítica, reflexiva, emancipatória, voltada para a construção do desenvolvimento econômico dos estados latino-americanos e caribenhos.

Da redação

Matérias relacionadas:

21/08/2014 – ANPG, UNE e Ubes debatem os desafios da educação durante o 17º CLAE
18/07/2014 – Principal encontro de estudantes da América Latina será realizado na Nicarágua

Author

Write A Comment