A conferência reunirá gestores da política científica e tecnológica e membros da comunidade científica e sociedade civil com o objetivo de traçar propostas para uma política de Estado para ciência e tecnologia, com vistas ao desenvolvimento sustentável, num horizonte de dez anos.

Serão três dias de debates, até a sexta-feira, dia 28. A 4ª CNCTI será no Golden Tulip Alvorada, em Brasília (DF).

Nesta quarta edição, os participantes avaliarão as últimas quatro décadas de política científica no Brasil, incluindo um balanço do atual Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação (PACTI 2007-2010) e dos Fundos Setoriais, criados há pouco mais de dez anos.

Segundo os organizadores do evento, o número de inscritos fechou em 4.154. O prazo de inscrições terminou na sexta-feira, dia 21.

"Temos os desafio de articular as áreas social, acadêmica e industrial, proporcionando maior formação de recursos humanos, melhoria da infraestrutura de pesquisa e inovação das empresas", disse o secretário executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia, Luiz Antonio Rodrigues Elias.

 

Caravana de Ciência, Tecnologia e Inovação da ANPG

Como parte da programação da Conferência, a ANPG participa da mesa “A Universidade Brasileira, a pós-graduação e a pesquisa”, que acontece na sexta-feira, 28. Confira aqui a programação completa.

A Caravana da ANPG vem percorrendo o Brasil todo fomentando o debate de C,T e I com os pós-graduandos. Agora é hora de consolidarmos todas essas opiniões e contribuirmos de forma qualificada e decisiva durante a Conferência. Tenho toda certeza de que esses três dias de debate em Brasília serão muito produtivos”, finalizou Elisangela Lizardo, presidente da ANPG.

 

Histórico

A 1ª CNCT foi realizada em 1985, convocada pelo então ministro de Ciência e Tecnologia, Renato Archer, com o objetivo de discutir com a sociedade as políticas para a área, de modo a subsidiar as ações do recém-criado Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). Na ocasião, o encontro serviu para promover e divulgar a ciência e a tecnologia, restabelecer um diálogo com a sociedade visando à definição de políticas públicas para a área, entre outros assuntos.

Dezesseis anos depois, em 2001, realizou-se a 2ª edição do evento, já com o nome de Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, reconhecimento ao fato de que, pela via da inovação, a ciência e a tecnologia poderiam contribuir para prover a sociedade com novos e melhores produtos, processos e serviços. Nesse encontro, se discutiu em profundidade o novo modelo de financiamento, baseado nos Fundos Setoriais, criados a partir de 1999.

A 3ª CNCTI, em 2005, foi promovida com o intuito de demonstrar que ciência, tecnologia e inovação são ferramentas essenciais e indispensáveis para o desenvolvimento do Brasil. Discutiram-se as áreas de interesse nacional; instrumentos, gestão e regulação; e a presença internacional do Brasil na área.

A edição de 2010 está ancorada em quatro eixos: Sistema Nacional de CT&I; Inovação na Sociedade e nas Empresas; Políticas de Desenvolvimento e Inovação em Áreas Estratégicas e CT&I para o Desenvolvimento Social.

 

Da redação, com informações da Assessoria de Comunicação do MCT.

 

 

Author

Write A Comment