O prazo para o período atual de submissão de Bolsas de Mestrado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) vai até 28 de agosto.

 

As propostas iniciais deverão ser submetidas exclusivamente por meio do Serviço de Apoio a Gestão (SAGe), da Fapesp. Somente deverão ser encaminhadas em papel as solicitações de reconsideração relativas a processos cujas solicitações iniciais também haviam sido feitas em papel.

Sem correção

Nesta submissão, diferentemente do praticado em anos anteriores, a FAPES não habilitará para análise propostas submetidas inicialmente com erros que prejudiquem a análise; e também não será concedido prazo adicional para a reformulação. Por conta disso, a Fapesp recomenda que a submissão não seja feita nos últimos dias.

As normas para solicitação estão dispostas no Manual de Bolsa de Mestrado, na página www.fapesp.br/bolsas/ms

O Manual SAGe – Submissão de Propostas de Bolsa de Mestrado está disponível em www.fapesp.br/bolsas/mestrado/manualsage.pdf

Até a segunda-feira, dia 24, foram submetidas apenas 283 propostas de mestrado. Um dado preocupante é que no semestre passado 43% das propostas foram submetidas no último dia da submissão. Por isso, a Fapesp reforça a recomendação para que a anexação dos documentos e a submissão das propostas no SAGe não sejam feitas nos últimos dias.

Deixar a solicitação para os últimos dias dificultará o esclarecimento de eventuais dúvidas, podendo acarretar no insucesso irrecuperável da submissão. Antes de enviar a proposta verifique se os documentos estão legíveis e completos.

Erros frequentes

Na inscrição para as bolsas de mestrado no primeiro semestre de 2009 foram devolvidas, para correções, 920 (42%) das 2,2 mil submissões recebidas pelo sistema SAGe.

As devoluções ocorreram porque as propostas não reuniam condições para serem avaliadas, por problemas como histórico escolar incompleto, ilegível, sem os critérios de aprovação, carimbo e assinatura ou sem o código de autenticidade, assinatura indevida na manifestação do dirigente da instituição na qual se realizará o projeto e falta de informação sobre o vínculo empregatício e credenciamento do orientador. Os erros sobrecarregaram o processo e causaram atraso no início da análise do Mestrado e atraso na habilitação de processos de outras linhas de fomento.

Fonte: Agência Fapesp, 25/8

Author

Write A Comment