Há mais de dois meses antes de agosto de 2011 os jovens cientistas brasileiros já se organizavam para o 38º Conselho Nacional de Associações de Pós-Graduandos. Plenárias nas universidades, reuniões e construções de APGs já diziam qual seriam o tamanho e o grau de mobilização política da atividade.
Entre 18 e 21 de agosto de 2011 cerca de 60 pessoas, entre membros de APGs, comissões pró-APGs e observadores em geral, participaram das atividades do fórum. Importantes personalidades do meio científico e político prestigiaram o evento, entre eles o professor da UFPE e ex-ministro de C&T, Sérgio Rezende; José Bertoti, secretário de C&T e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Recife; Marcelino Granja, secretário de C&T de Pernambuco e Antônio Carlos Pavão, professor da UFPE e diretor do Museu Científico Espaço Ciência.

Seminário sobre Organizações Sociais

O 38º CONAP da ANPG teve início na quinta-feira, 18 de agosto, com o Seminário sobre Organizações Sociais. Seguindo uma deliberação do XXII Congresso Nacional de Pós-Graduandos, a atuação das OS’s, em especial na área da saúde foi debatida intensivamente. A primeira mesa “As Organizações Sociais (OS) e a Reforma do Estado Brasileiro”, contou com Ronald Ferreira, da Federação Nacional dos Farmacêuticos (FENAFAR) e Conselho Nacional de Saúde (CNS), e Leonardo Guimarães, da Porto Digital, uma experiência de OS que opera na área de C&T, em Pernambuco.
A mesa “A experiência da implantação das OS’s no Brasil”, encerrou as atividades do 1º dia do 38º CONAP. Bárbara Corrales, da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Otto Bennar, do Instituto de Apoio à Fundação Universidade de Pernambuco (IAUPE) expuseram dados estatísticos e atuais sobre o funcionamento das OS’s, enriquecendo ainda mais o acúmulo da ANPG sobre o tema.
Para Pedro Tourinho, diretor de Saúde da ANPG, a realização do seminário demonstra o compromisso da atual gestão com as deliberações do congresso e com os temas relevantes do momento, ainda que polêmicos.

Ato Político

Na tarde da sexta-feira (19), um Ato Político em conjunto com as entidades estudantis reafirmou as bandeiras conjuntas entre pós-graduandos, universitários e secundaristas. Além de destacar a ação da ANPG para os próximos meses em relação ao congelamento do valor das bolsas de mestrado e doutorado, sem reajuste há 3 anos.
Virgínia Barros, diretora de Comunicação da União Nacional dos Estudantes (UNE), o presidente da União dos estudantes de Pernambuco, Thauan Fernandes e José Alisson Barbosa, presidente da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas de Recife saudaram os presentes e reafirmaram a parceria entre as entidades e a defesa de bandeiras comuns, como a reivindicação do investimento de 50% do Fundo Social do Pré-Sal para a Educação, Ciência e Tecnologia. Eles aproveitaram para convocar a todos para a Marcha dos Estudantes, que acontecerá na quarta-feira (31) em Brasília.
Elisangela Lizardo, presidente da ANPG, aproveitou a oportunidade para lançar a nova fase da Campanha de Bolsas da ANPG, nos meses de setembro, outubro e novembro. Atividades ocorrerão no Brasil todo, inclusive na capital federal, Brasília, onde a entidade pretende pressionar a Capes, o CNPq, o MCT e o MEC pelo reajuste das bolsas.

Grupos de Discussão

Durante todo o sábado (20), foi a vez de discutir o PNPG 2011-2020 e a Campanha de Bolsas da ANPG. Nesses espaços os pós-graduandos puderam debater suas ideias e opiniões acerca dos temas. Após a sistematização as propostas foram apresentadas e votadas na Plenária Final.
O documento final do PNPG foi recentemente publicado pela Capes e a ANPG recebeu exemplares em primeira mão. Na manhã da sexta–feira (19) a exposição detalhada do membro da comissão de elaboração do PNPG e membro do Conselho Nacional de Educação (CNE) representando a ANPG, Prof. José Fernandes Lima, pôde esclarecer as dúvidas e nortear as propostas elaboradas no grupo de discussão.
Para Marcelo Arias, mestrando da USP, “esses espaços de discussão são de fundamental importância para que os pós-graduandos se inteirem sobre os temas e estreitem os laços com a rede do movimento estudantil. Não só com a ANPG, mas também com outras APGs.”

Plenária Final

Reunindo os mais de 25 delegados, a Plenária Final seguiu com as propostas projetadas em um telão. À medida que iam sendo lidas pela mesa podiam ser acompanhadas pelos presentes, que apresentavam destaques e faziam suas defesas frente ao plenário, que votava nas propostas.
Além disso, foi constituída uma comissão de organização do 23º Congresso Nacional de Pós-Graduandos, previsto para acontecer em abril de 2012. Elisangela Lizardo, Luana Bonone, Marcelo Arias, Thiago Custódio, João Carlos Azuma, Joelson Souza, Rogério Monteiro e Pedro Tourinho compõem a comissão e são encarregados de propor, receber e analisar as propostas de realização do Congresso. A princípio, São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro e Belo Horizonte são as quatro cidades que podem receber o fórum.

Pernambuco sediará o 38º CONAP da ANPG

Recife recebe estudantes de pós-graduação para 38° Conap

38 conap botão

Escreva um Comentário