Durante audiência com diretores da ANPG, o Ministro disse ainda que se há alguém no Brasil que defende a Ciência e a Tecnologia, esse alguém é o Presidente Lula.

 

Na terça-feira, 25, além da posse da ANPG em Brasília, a entidade participou também de uma reunião com o Ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende. A atividade faz parte da Caravana da ANPG pelos direitos dos pós-graduandos, que levou ao Ministério a carta programa consolidada em meses de construção pelo Brasil, com três reivindicações principais: aumento em 30% dos valores das bolsas; ampliação em 50% do número de bolsas de mestrado e doutorado; garantia de licença maternidade às pós-graduandas.

Em resposta a essas pautas, o ministro garantiu uma mesa de negociações composta por representantes do MEC, MCT, CAPES e ANPG. Outra grande vitória anunciada pelo Ministro foi a garantia de assento da ANPG no Conselho Deliberativo do CNPq para o próximo período. Leia mais

Questionado a respeito dos cortes no orçamento e qual seria a extensão do impacto na área, Sérgio Rezende, descontraindo o tom formal do encontro, disse que se há alguém que defende a Ciência e a Tecnologia no Brasil, esse alguém é o Presidente Lula. Contando aos presentes que está previsto o anúncio, nos próximos meses, do aumento do valor das bolsas, a ser implementado a partir do início de 2011.

Aumento de investimentos em C, T&I

Confirmando o tom da reunião de terça-feira, no primeiro dia da 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CNCTI), quarta-feira, 26, em cerimônia com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi anunciado um pacote de investimentos para a área de C, T&I. Ao todo, deverão ser disponibilizados pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) até R$ 2,5 bilhões em programas de cooperação com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e em chamadas públicas voltadas para universidades, instituições de ciência e tecnologia e empresas.

Na ocasião, o presidente declarou-se um "cúmplice" da ciência e tecnologia. Em seu discurso garantiu que a proposta de Orçamento para 2011, que tem que ser enviada para o Congresso Nacional até agosto, vai prever mais recursos para ciência e tecnologia. "Até agosto, teremos que apresentar o Orçamento de 2011. Então, quem estiver disputando as eleições, que dispute, porque na lei orçamentária nós vamos colocar um pouquinho mais para ciência e tecnologia. Queremos exportar inteligência, conhecimento", disse Lula.

 

O áudio completo do discurso pode ser acessado no Blog do Planalto: blog.planalto.gov.br/

Durante a cerimônia Lula assinou mensagens de envio de três projetos de lei do executivo para o Congresso. Os projetos preveem a criação de três institutos de ciência e tecnologia – um no Nordeste, outro no Pantanal e um terceiro focado em estudos da água.

 Aproveitando a oportunidade também foram lançados a chamada da Subvenção Econômica do ano de 2010 e um edital para apoio a pós-doutorado. Foi firmado também um protocolo de intenções para uma parceria entre FINEP e BNDES na área de inovação, além de autorizações para lançar editais focados no apoio a tecnologias associadas à exploração de petróleo na camada pré-sal e de recuperação da infraestrutura em universidades públicas.

 

Da redação, com informações do Portal Vermelho, Jornal da Ciência e Portal Andifes.

Author

Write A Comment