Embora a agência informe que não afetará pagamentos de bolsas e nem ocasionará perdas nos dados dos pesquisadores no Brasil, esse cenário é reflexo do projeto de desmonte da ciência brasileira. Cabe destacar que o CNPQ é uma das principais agências e apesar disso vem sofrendo com grave restrição orçamentária, o que vem impactando diretamente ao fomento à pesquisa. Não à toa apenas 13% dos projetos indicados em um dos editais de fomento à pesquisa científica irão receber financiamento.

O governo federal segue fazendo escárnio da ciência brasileira. Sem financiamento, sem investimento e sem transparência, Bolsonaro segue sendo irresponsável com a produção da científica, e sem ela não há como existir soberania nacional. Não existe futuro e nem desenvolvimento! Enquanto isso, o ministro Marcos Pontes, faz agenda que não gera nenhum impacto para ciência & tecnologia.

Além disso, na semana passada recebemos a notícia do corte de 116 milhões de reais em pagamento de bolsas. Com o agravante, de partes dos recursos do ano ainda estarem condicionados a liberação do Congresso Nacional, e Paulo Guedes segue liberando a conta-gotas os recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico.

Por isso, nossa reposta é a luta em defesa da ciência e tecnologia do país e Fora Bolsonaro! É imperativo a recomposição urgente do orçamento do CNPq e defesa dessa instituição tão importante para o desenvolvimento nacional.

Write A Comment