Abertura Conap

Evento acontece até domingo (29) no Ceará; essa é a maior edição do Conselho em representatividade

Na noite dessa quinta-feira (26), o auditório central da UECE (Universidade Estadual do Ceará), em Fortaleza, foi palco da abertura do 40º CONAP (Conselho Nacional de Associações de Pós-Graduandos), com o tema “Por mais direitos e investimentos. Em defesa da  democracia: não pagaremos pela crise!”.

Tamara Naiz, presidenta da ANPG, iniciou o evento falando sobre a proporção do Conselho que, estava com 94 associações de pós-graduandos de todo o país inscritas, 50% a mais do que no CONAP anterior, realizado em 2013, na cidade de Ouro Preto (MG).

“Conforme nos propomos no início dessa gestão, deveríamos levar os debates para todo o país, com muito orgulho e satisfação chegamos ao Ceará. E é muito importante ter esse número de participantes, já que todos dedicam tempo na formação e na militância das associações”, disse Tamara.

Cristiano Junta, vice-presidente da entidade, em sua fala de “boas-vindas” avaliou que o Conselho acontece em um momento crucial para discutir a crise política e econômica e as questões envolvendo os direitos dos pós-graduandos, o assédio moral e sexual na pós-graduação e mais investimentos. “São temas que não podem faltar no debate dos pós-graduandos e que influenciam e norteiam nossa luta.”

Elaine Gomes, representando a comissão Pró-APG da UECE, destacou que o estado do Ceará possui muita pesquisa e recebe a reunião do Conselho com grande interesse, pois os temas discutidos influenciam diretamente o andamento da pós-graduação no estado.

“A pesquisa no Ceará precisa ser ampliada. Muitos pesquisadores saem do estado  para ter mais visibilidade, e dessa forma entendemos que é preciso fortalecer os direitos aos pós-graduandos para que eles fortaleçam e colaborem no desenvolvimento da região”.

Antônio Gomes de Souza, pró-reitor adjunto de pesquisa e pós-graduação da UFC (Universidade Federal do Ceará), avalia que a pesquisa no Brasil, em grande maioria, depende da pós-graduação.  Segundo ele, essa discussão do Conselho é essencial para atravessar o momento difícil e não ter sua força prejudicada.

“Acredito que o Conselho irá definir uma linha de ação para encontrar soluções para a crise que chega à pesquisa, e que não se prolongue ou perca os avanços”.

Sandra Nunes Monteiro, representando a SECITECE  (Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará) na mesa de abertura, também citou  o atual momento de crise, e salientou a necessidade do desenvolvimento das potencialidades de cada região.  “Quando falamos em crise, podemos pensar em oportunidades de mudar o curso da atual situação, e assim levantar as capacidades regionais para o seu pleno desenvolvimento”, disse.

As mudanças da Pesquisa no Ceará

Reitor da UECE, o Professor José Jackson Coelho, esteve presente na abertura do CONAP e contou a história da Universidade, e do desenvolvimento da pós graduação na Instituição. Para ele, os últimos 20 anos foram essenciais para o crescimento da UECE e houve grande proveito das oportunidades que surgiram no país para aprimorar a pesquisa.

“Atualmente possuímos 165 grupos de pesquisa e formamos ao todo 517 doutores. Podemos dizer que utilizamos da chamada resiliência criativa para lidar com adversidades e continuar em expansão. E acredito que é essa saída que os pesquisadores utilizam para seguir sua formação”.

O reitor ainda divertiu os presentes contando a sua experiência na administração da próreitoria de pós-graduação e na implementação da Fundação de Amparo à Pesquisa, criada em 1994 na universidade.

“Quando me convidaram  para administrar o departamento Pós-Graduação da UECE, comentei que apenas tinha experiência em administração de hospital psiquiátrico. Me responderam que não havia muita diferença”, brincou o reitor,

 Sobre o CONAP

A 40ª edição do CONAP  tem como objetivos principais a elaboração de informes, a reformulação do documento de direitos e deveres dos pós-graduandos e das pós-graduandas, substituições da diretoria, e pautar os próximos passos. Após a mesa de abertura, foi votado o regulamento da 40ª reunião.

Por Sara Puerta, de Fortaleza

Write A Comment