A ANPG foi surpreendida, nas últimas semanas, pela notícia de que as bolsas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) teriam redução de 50% das bolsas a partir de segunda-feira, 29. A informação foi obtida por um ofício circulado através da Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior (Capes).
Essa, inclusive, chegou a ser uma reivindicação da fala da presidenta da entidade, Tamara Naiz, durante reunião do Conselho Superior da Capes, lamentando o impacto que esse corte geraria para a relação entre pesquisa e extensão com intuito de melhorar a educação básica. A preocupação com o desenvolvimento da educação básica é uma pauta da ANPG e o assunto se tornou mais importante a partir da criação do Fórum de Educação Básica da ANPG.
O PIBID tem se notabilizado pela conexão escola/universidade/sociedade, com o intuito de ofertar mais e melhores extratos práticos de vivência, desempenho e convivência escolar para os alunos das licenciaturas e promover projetos que visem o desenvolvimento, a partir do acompanhamento, da educação básica. Nessa modalidade, alunos de graduação, professores universitários e professores supervisores da unidade escolar recebem bolsa para realização de atividades de âmbito educacional.

PIBID-653x350

 
Em audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado, no último dia 24 de fevereiro (foto acima), o  secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Jesualdo Pereira Farias, afirmou que os efeitos do ofício precisam ser desconsiderados, assegurando, assim, a manutenção dos mais de 90 mil bolsistas do programa.
Com informações do Jornal da Ciência 

Write A Comment