Youtube, twitter e wikipedia são ferramentas cada vez mais usadas nas publicações de divulgação científica e ajudam o leitor a compreender melhor o mundo da ciência. Esta é a opinião de Bernardo Esteves, editor executivo da revista Ciência Hoje On-line, presente ao seminário "A Capes e os Novos Paradigmas da Comunicação Científica".

 

Em palestra feita na segunda-feira (26/4), Esteves abordou as novas mídias como as redes sociais e destacou a evolução de cada uma delas, assim como o aumento de redes que se dedicam à divulgação de assuntos ligados à ciência e tecnologia.

 

Entre as mídias, foram citadas as de vídeo, como Youtube, pelo qual a revista Ciência Hoje on-line tem divulgado vídeos em complemento às suas matérias. Um vídeo apresentado pelo editor mostra como as ferramentas áudio visuais podem contribuir para a divulgação da C&T. Um vídeo foi apresentado por Esteves como exemplo da mídia utilizada como forma de complementar uma matéria da revista CH on-line.

 

O editor falou ainda do Twitter e como a ferramenta tem sido usada por cientistas e instituições para divulgação de ações e também como um elemento de comunicação com o público leigo. Entre os usuários voltados à comunidade científica o editor citou o da Casa da Ciência, do cientista Gilberto Câmara, da revista Ciência Hoje e o da Capes.

 

Bernardo Esteves falou ainda da popularidade da Wikipédia e a importância de os cientistas passarem a alimentá-la para que os usuários passem a ter conteúdos de mais qualidade e com boas referências.

 

A ferramenta possui reconhecidamente grande volume de acesso, principalmente por adolescentes e jovens, mas por ter a característica de ser alimentada por quem se dispõe a fazê-la, muitas informações ali colocadas não são confiáveis. "Gosto de repetir uma frase ‘a Wikipédia é um ótimo local para se começar uma pesquisa, mas nunca para terminá-la’. Depende do perfil e do conhecimento do usuário para que ela seja utilizada com cautela."

 

Fonte: Jornal da Ciência

 

Author

Write A Comment