GT direitos dos pós-graduandos

A criação desse grupo é fruto da pressão da ANPG juntamente com o movimento nacional de pós-graduandos

A presidenta e o vice-presidente da ANPG, Tamara Naiz e Cristiano Flecha, participaram da primeira reunião do grupo de trabalho sobre a situação dos pós-graduandos no país, realizada na sede da CAPES, em Brasília.

A criação desse grupo foi uma demanda da ANPG ao MEC e é fruto da mobilização da entidade juntamente com o movimento nacional de pós-graduandos que pautaram isso durante as atividades Caravana a Brasília  e  Ocupe Brasília.

Esse GT vai debater as diversas pautas que constam no Documento de Direitos dos pós-graduandos, aprovado no último Congresso, realizado em 2014, e re-elaborado no 40º CONAP, que aconteceu em novembro do ano passado.

Leia aqui o Documento de Direitos e Deveres dos Pós-Graduandos

Além da ANPG, o Grupo é composto por representantes da CAPES, CNPq, SBPC e Forprop. O GT terá a duração de 180 dias e terá como atribuições analisar dados e produzir documentos com diagnósticos e avaliações da situação dos pós-graduandos no país e propor ações e programas de apoio aos pós-graduandos no país.

“Nesta primeira reunião debatemos uma proposta para o censo socioeconômico da Pós-graduação no país, um importante mecanismo para definirmos um retrato dos pós-graduandos e suas necessidades”, conta Tamara. “A ideia é que esse questionário seja implementado já em 2017, fornecendo importantes subsídios para a formulação de políticas públicas específicas”, acrescenta.

Da redação

Author

Write A Comment