lédio_0
Foto: Tiago Ghizoni – NSC TOTAL

Morreu na madrugada desta terça-feira (29) o ex-desembargador catarinense Lédio Rosa de Andrade, aos 60 anos. Ele era natural do município de Tubarão, no Sul do Estado, mas morava em Florianópolis.
Considerado o juiz mais jovem do Brasil aos 23 anos, Lédio dedicou mais da metade da vida à magistratura, inicialmente como juiz e depois como desembargador.
Após anunciar a aposentadoria ano passado, decidiu voltar à política, espaço que teve como primeira experiência ainda aos 22 anos, quando disputou a prefeitura de Laguna pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT).
Nas últimas eleições de 2018, Lédio Rosa foi um dos dois candidatos escolhido pelo Partido dos Trabalhadores (PT) para disputar uma das duas vagas ao Senado Federal — a ficha de filiação de Lédio foi assinada pelo ex-presidente Lula, quando a caravana da liderança petista passou pela capital catarinense em março de 2018.
A escolha em se candidatar se deu a partir do episódio da morte do amigo e reitor da Ufsc, Luiz Carlos Cancellier. Lédio era uma das vozes mais firmes na condenação dos responsáveis pela morte do reitor.

Escreva um Comentário