_OWL0080
A Jornada de Lutas da ANPG, que aconteceu entre os dias 27 e 28 de março de 2018, reuniu estudantes de pós-graduação de diferentes partes do Brasil para lutar por pautas importantes para a ciência no país e pela democracria.
O primeiro dia da Jornada foi marcado por uma Blitz. A diretoria da ANPG e os demais estudantes estiveram na Câmara dos Deputados para a apresentar a PL de assistência estudantil, de ajuste de bolsas e mostrou a questão da importância da Previdência para os pós-graduandos. Eles conversaram com o Deputado Orlando Silva (autor da PL 1270/15 de assistência estudantil), e as Deputadas Jô Moraes, Alice Portugal, Margarida Salomão, Luciana Santos e Celso Panzera.
Já o segundo dia ficou marcado por um Ato simbólico realiazado na frente do Planaldo em defesa da Universidade pública, contra cortes, desinvestimento na pesquisa científica e sucateamento das universidades. Além de reforçar o pedido por justiça para a vereadora Marielle e Anderson e em memória do estudante secundarista Edson Luís, assassinado por policiais militares, durante um confronto no restaurante Calabouço, centro do Rio em 1968.  Os estudantes estavam segurando faixas e fizeram uma revoada de balões, que demonstravam a importância da Ciência brasileira ter respaldo público para alcance “vôos maiores”.
A presidenta da entidade, Tamara Naiz, também reforçou em seu discurso que os alunos da pós-graduação representam 90% das pesquisas feitas no país e que é imperativo para fortalecer o Brasil e combater as desigualdades um maior investimento na ciência e tecnologia.
Confira as fotos do evento aqui

Write A Comment