Neste sábado (30) foram realizados diversos grupos de trabalhos na programação do 26° Congresso Nacional de Pós-Graduandos na Universidade de Brasília (UnB): “Direitos estudantis, trabalhistas e previdenciários”, “Assédio e adoecimento na pós-graduação”, “Ações afirmativas na pós-graduação”, “Desafios do Movimento Nacional de Pós-Graduando (MNPG)”, além da mesa de debate “Papel e desafios da Educação Superior e da CTI no Brasil para contribuir com a retomada do desenvolvimento”.
Veja alguns destaques do GD Direitos estudantis, trabalhistas e previdenciários:
Coordenadora da APG da USP, Flavia Calé falou sobre a diversificação da bolsa.“Devemos valorizar a pesquisa do pós-graduando como um trabalho. A nossa luta é para conseguir auxílio para imprimir teses, para comparecer a Congressos, 13°integrando a bolsa, licença-maternidade entre outras. Essas são algumas ferramentas para chegarmos nesse objetivo”
Militante do Movimento por uma Universidade Popular (MUP), Gabriel  falou sobre a precarização das universidades, a importância do incentivo e as relações de trabalho do estudante. “ Temos que cumprir cargas horárias, mas nossa pesquisa não é encarado como trabalho? Sim, nossa pesquisa é trabalho. Temos que superar esse debate em espaços restritos. A pauta da desvalorização do Pós-Graduando e o adoecimento mental do estudante precisa chegar de uma forma mais ampla”
Tema recorrente, os pós-graduandos falaram longamente sobre os prejuízos da emenda constitucional 95, o teto dos gastos públicos. Na opinião dos estudantes, a medida precisa ser combatida para que exista uma política adequada de desenvolvimento para o ensino superior brasileiro.
O Diretor substituto de Programa de Bolsas no País participou do GD e fez uma avaliação do Congresso. “O Congresso priorizou pautas importantes e traduz o amadurecimento da ANPG. O Capes ouviu sugestões e visões sobre a dedicação exclusiva do bolsista, acesso a outros benefícios que ainda não estão contemplados na bolsa, critérios de avaliação, orçamento e muitos outros temas. Por meio da sistematização dessas informações, a gente vai continuar a parceria com a ANPG para que os debates do Congresso sejam levados adiante”.
Acompanhe as atividades do Congresso no Facebook e no Instagram @ANPGoficial.

Write A Comment