Nos dias 24 e 25 de novembro, representante da ANPG participou da reunião do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve), que debateu os preparativos finais da 2ª Conferência Nacional de Juventude, que ocorrerá de 9 a 12 de dezembro em Brasília. O Estatuto da Juventude, em tramitação no Senado Federal, também foi pauta da reunião, assim como os programas da Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), inclusos no Plano plurianual (PPA-2012-2015). O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria Geral da Presidência da República) e a ministra Luisa Bairros (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial) estiveram presentes no segundo dia da reunião.

A programação aprovada inclui uma mesa sobre a juventude e o desenvolvimento do Brasil e uma outra sobre a juventude e a integração Sul-Sul, reservando a maior parte do tempo para o debate entre os delegados, por meio de  grupos de trabalho e plenárias. A conferência contará, ainda, com atividades culturais de integração dos participantes e tendas onde cada entidade poderá apresentar um pouco do seu trabalho. Haverá também um tenda específica para o Conjuve, que pretende ser um espaço vivo, com atividades e informação sobre políticas públicas de juventude.

Pesquisas na(em) rede

Entre os programas de governo apresentados, o Observatório chama a atenção por pretender constituir uma rede virtual em torno de temas de interesse de pesquisa sobre juventude. Mas o programa apresentado na reunião ao qual o governo deu mais peso foi o de combate ao extermínio da juventude negra. A ministra Luisa Bairros relatou que o Brasil é o país campeão de homicídios no mundo e a apresentação do programa apresentou dados alarmantes sobre a situação da juventude negra, principal vítima de execução, especialmente nas periferias de grandes centros.

Estatuto da Juventude

O último ponto de pauta da reunião tratou de um tema muito caro ao Conjuve, visto que em breve pode se tornar a conquista de uma geração: o Estatuto da Juventude. Em tramitação do Senado Federal, o Estatuto pauta conquistas como a garantia de meia-passagem e meia-entrada para estudantes (atualmente (des)regulamentada por meio de uma Medida Provisória). O Conjuve aprovou a estratégia de defender a aprovação da íntegra do texto da forma como ele tramita atualmente, a fim de acelerar a sua aprovação. Durante a semana foi feita uma blitz no Senado pelos conselheiros, que conversaram com diversos senadores sobre a importância do projeto. Os parlamentares mais otimistas chegaram a dizer que o Estatuto tem possibilidade de ser aprovado ainda neste ano, visto que o ano parlamentar vai até 22 de dezembro. Um dos itens caros aos estudantes de todos os níveis (inclusive pós-graduação) é a garantia da meia-entrada em atividades culturais e esportivas. 
 

De Brasília, Luana Bonone – Diretora de Comunicação da ANPG

Author

Write A Comment