tamara_capes
No último dia 25 de outubro aconteceu a Reunião do Conselho Superior da Capes, no qual foi apresentado o inédito Programa de excelência das Universidades Brasileiras. A ANPG estava presente, representada pela presidenta da entidade Tamara Naiz.
A ideia do programa é estimular mudanças no campo de pesquisas e pós-graduações no Brasil, com foco na excelência. Com esse projeto, a Capes espera aumentar a transferência tecnológica entre universidades e a indústria, estimulando a inovação, e aumentar a visibilidade da produção científica brasileira no cenário mundial. Para isso, o programa visará recolher investimentos privados para investir na ciência brasileira, criação de uma fundação e Capes e CNPq gerindo. O recolhimento de investimentos deve ser por meio de um fundo de caráter privado, já que a Emenda Constitucional 95 coloca em apenas 1%  o teto de gastos com ciência no Brasil.
“Nós temos uma luta histórica pelo investimento de um percentual mínimo de 2% em pesquisa e desenvolvimento no Brasil, nunca conseguimos, mas agora, de modo autoritário o governo no impões um teto de investimentos de 1%. Neste momento no qual o governo estipulou um teto de gastos para a ciência, é importante buscar fontes alternativas de investimentos, mas é preciso que nós, comunidade científica, deixemos claro que não novos aportes privados não podem significar a retirada do papel do Estado na promoção da nossa ciência. Também é urgente a derrubada da EM 95″, explicou Naiz.
Na reunião também foi debatido a nova regulamentação e de uma avaliação específica para os mestrados e doutorados profissionais. O assunto ainda esperava aprovação de portaria e aguarda algumas modificações.

Write A Comment