28 de junho de 2017

Lá e Cá: A crise na Ciência Argentina

Voltar para: Artigos

Na vizinha Argentina a ciência e tecnologia também estão passando por uma crise. O governo Macri decidiu prosseguir com os cortes no Ministério de Ciência e Tecnologia argentino e interrompeu o plano de crescimento de 10% ao ano que vinha sendo implementado.

ARGENTINA-1

Em vez de aumentar as vagas anuais aberta para pesquisadores pelo Ministério diminuiram pela metade este ano. A socióloga Dora Barrancos afirmou em entrevista ao site argentino Página 12 “ A decisão de abrir metade dos cargos para concursos em temas estratégicos e tecnológicos altera o equilíbrio que deve primar pela sustentabilidade do sistema científico nacional”.

A organização “Científicos y Universitarios Autoconvocados – Buenos Aires” decidiu convocar uma série de protesto, e dentre eles, gravaram um vídeo com um “protesto” cantando a música “Despaciencia”. Confira o protesto bem humorado dos pesquisadores argentinos: https://player.vimeo.com/video/223033146

videoAs similaridade com a situação do nosso Ministério de Ciência e Tecnologia são grandes. Aqui também o governo cortou verbas (cerca de 44%) o que está colocando sob ameaça centenas de bolsas de pesquisa, em especial do CNPq.

A Associação Nacional de Pós-Graduandos está na luta para reverter esse cortes e irá promover manifestações em julho, durante a 69° Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência sobre essa situação. Certamente, também, os colegas argentinos podem contar com a nossa solidariedade nessa luta!

Cristiano Junta
Vice-Presidente da Associação Nacional de Pós-Graduandos