14 de janeiro de 2019

UFBA abre as portas para a 11 Bienal da Une, Festival dos Estudantes

Voltar para: Notícias

1j66werldl_6bpoi4stdd_file

Umas das Universidades mais antigas do Brasil, a Universidade Federal da Bahia, abre suas portas entre os dias 6 e 10 de fevereiro para receber a Bienal da Une, Festival dos Estudantes, evento que também abriga o 8 Encontro Nacional de Pós-Graduandos. Rica em sua história, a UFBA foi fundada em 18 de fevereiro de 1808, quando o Príncipe Regente Dom João VI institui a Escola de Cirurgia da Bahia, primeiro curso universitário do Brasil.

Ainda no século XIX, a Universidade incorporou os cursos de Farmácia (1832) e Odontologia (1864), a Academia de Belas Artes (1877), Direito (1891) e Politécnica (1896). No século XX, Isaías Alves cria a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (1941). Mas somente em 1950, passa a ser Universidade Federal da Bahia, integrando as escolas isoladas e instituindo outros cursos.

Atualmente, a UFBA é uma das universidades mais importantes do Brasil e pela primeira vez será palco do maior encontro estudantil da América Latina. A Associação de pós-graduandos (APG-UFBA) também está trabalhando para que o 8 Encontro Nacional de Pós-graduandos traga debates importantes para toda a pós-graduação brasileira.

Durante a 11 Bienal também acontecerão várias mostras culturais e científicas. A diretora da ANPG de cultura e eventos científicos, Maria Emília, é estudante de pós-graduação da UFBA e também está coordenando a mostra de música, conta um pouco sobre a importância do evento acontecer dentro da UFBA: “Esta é uma Universidade que defende a pesquisa científica e sempre lutou por políticas de permanência do pós-graduando – essencial neste período que vivemos pós-golpe. Para Bienal esperamos alunos do Brasil inteiro e a participação nos debates e nas mostras. Será o primeiro evento de 2019 desta magnitude”..

O diretor das Universidades Estaduais da ANPG, Moisés Henrique Zeferino Alves, também faz pós-graduação na UFBA e reforça: “A Universidade Federal da Bahia, fundada em 1946, constitui uma conquista histórica povo baiano, pois configura-se como um espaço importantíssimo para o desenvolvimento cultural, social e econômico do estado e do país com a formação humana e a produção de novos conhecimentos . Entretanto, vem sendo ameaçada, juntamente com as demais universidades federais do nosso país por uma agenda política reacionária de extrema direita. Nesse sentido, considerando a atual conjuntura política marcada por retrocessos nos direitos e conquistas da classe trabalhadora, a Bienal será um espaço fundamental para os estudantes buscarem o fortalecimento de suas entidades de luta, sobretudo para se constituírem enquanto núcleo de resistência na defesa dos direitos, como a educação pública, gratuita e de qualidade e o desenvolvimento da ciência e tecnologia, assim como na defesa intransigente da democracia e combate ao autoritarismo”.

Alves também fala sobre a importância dos pós-graduandos no 8 Encontro Nacional de Pós-graduandos: “Esperamos no encontro dos pós-graduandos, que será realizado na Bienal da UNE, debater os principais problemas que enfrentamos hoje, no que diz respeito ao desenvolvimento da ciência e tecnologia e apontar as estratégias de luta para próximo período. É importante a presença de todos”.

Leia sobre o 8 Encontro Nacional aqui

Mais sobre a 11 Bienal dos estudantes:

A Bienal da UNE,  chega a sua 11ª edição e vai celebrar 20 anos de existência com uma volta às origens na capital da Bahia, Salvador. Pela primeira vez as três entidades estudantis: União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) se somam em um grande evento, o Festival dos Estudantes, o maior encontro estudantil da América Latina.

Entre os dias 6 e 10 de fevereiro de 2019, mais de 10 mil estudantes vindos de todas as regiões do país vão se integrar ao povo baiano e fazer da Universidade Federal da Bahia a referência da produção artística desenvolvida pela juventude brasileira.

Esta décima primeira edição vai homenagear Gilberto Gil e sua obra como artista, diplomata, ambientalista, político e músico. Gil da redescoberta do Brasil do baião, do xaxado, do choro de Pixinguinha, do prelúdio bachiano, da rapsódia, da Tropicália, dos festivais, do exílio.

SERVIÇO

O quê? 11ª Bienal da UNE – Festival dos Estudantes.

Quando? 6 a 10 de fevereiro de 2019.

Inscrições:  http://inscricao.une.org.br/

Para o ENPG: https://goo.gl/cug6Ce

Onde? Universidade Federal da Bahia (UFBA), Campus Ondina.

Valor da Inscrição para o Pós-graduando: R$ 100 até 10 de janeiro

R$ 150 do dia 11 de janeiro à 5 de fevereiro de 2019

R$ 200 durante o evento

Programação: em construção

Regulamento: Regulamento 11ª Bienal da UNE (versão 2) (1)