Na manhã desta terça-feira, 13, o presidente da ANPG, Vinicius Soares, foi recebido pelo vice-presidente da República eleito e coordenador da transição de governos, Geraldo Alckmin. Também participaram da reunião as presidentas da UNE, Bruna Brelaz, da UBES, Jade Beatriz, e o presidente da UJS, Tiago Morbach.

O encontro possibilitou debater mais detalhadamente o quadro da Ciência e da Educação no Brasil, depois da implantação da política de desmonte pelo governo cessante.

Para recuperar os setores, a ANPG sugere a ampliação de investimentos no MCTI e no MEC, a construção de um PNPG que recupere o sentido estratégico da pós-graduação e do Sistema Nacional de C&T para o desenvolvimento do país, a valorização dos jovens cientistas, o combate à fuga de cérebros e ações que resguardem a saúde mental no ambiente acadêmico.

“Foi um diálogo muito positivo e cooperativo. Apresentamos ao vice-presidente as pautas que consideramos prioritárias para que a ciência seja um vértice para a reconstrução nacional, para a retomada do crescimento com distribuição de renda”, afirmou Vinícius.

O reajuste das bolsas de estudos fornecidas pelas agências federais Capes e CNPq recebeu atenção especial. Há 10 anoa sem reposição, o benefício perdeu cerca de 70% do poder de compra e deixou de ser atrativo para muitos jovens cientistas.

Segundo o presidente da ANPG, valorizar a carreira científica não é uma pauta corporativa, mas uma necessidade para desenvolver o país, sem o que a perda de jovens talentos continuará sendo realidade. “Precisamos do reajuste nas bolsas já e também de mecanismos permanentes de recomposição, além de diireitos básicos, como trabalhistas e previdenciários, que são condizentes com a condição de estudante-trabalhador do pós-graduando. Afinal, não há ciência sem pesquisador”, pontuou.

Vinicius celebrou o compromisso assumido pelo vice-presidente em apoiar o reajuste das bolsas dentro do novo governo. “Nós mostramos que seria necessário 1,5 bilhão no orçamento para realizar uma recomposição de 68% para todos os bolsistas Capes e CNPq, o equivalente à inflação acumulada desde 2013. Alckmiin se colocou à disposição para ajudar a pautar o reajuste nas prioridades do orçamento”.

O Plano Emergencial Anísio Teixeira, documento elaborado pela ANPG que condensa tais propostas, foi entregue ao vice-presidente, juntamente com o abaixo-assinado da campanha pelo reajuste das bolsas, que conta com 100 mil assinaturas

Write A Comment