O currículo Lattes é indicado principalmente para profissionais acadêmicos. Ele é feito na plataforma Lattes do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). A plataforma é intuitiva e possibilita ao pesquisador colocar todos os detalhes de sua trajetória acadêmica.

criado em agosto de 1999 tornou-se o modelo-padrão de currículo acadêmico em todo o Brasil. Ele é acessado pela plataforma Lattes, que tem como finalidade organizar os currículos em uma base única nacional.

A plataforma surgiu em 80 a partir da preocupação dos dirigentes do CNPq com a utilização de um formulário padrão. A fim de registrar os currículos dos pesquisadores brasileiros que anteriormente era feito por papel. O nome é uma homenagem ao cientista paranaense Césare Mansueto Lattes, um dos maiores cientistas brasileiros.

Assim, ele é uma plataforma criada pelo próprio CNPq, que ainda possibilita cadastro gratuito para profissionais que ocupam as mais distintas áreas, englobando dessa forma, desde professores, a pesquisadores e cientistas. De tal sorte de que todos possuem registrado suas experiências profissionais, publicações de artigos, escolaridade, entre outras informações que envolvam produção intelectual.

É notável que o acesso a essa ferramenta pode ser feito por qualquer internauta, mesmo que ele não possua login. A busca pode ser feita de duas formas: por nome completo do acadêmico ou por assunto. Esse último é especialmente favorável para casos em que se procura por títulos de teses ou palavras-chaves que norteiam o assunto da pesquisa. Já se a intenção é pesquisar um profissional em específico é melhor efetuar a busca pelo nome completo.

O currículo Lattes, visa a construção da imagem da vida e trajetória profissional do cadastrado, dando especial ênfase à vida acadêmica deste. Sendo assim, o Lattes é focado nas produções, áreas de atuação e experiência de pesquisa em ciência e tecnologia.

Para quem o Lattes é indicado?

Apesar de ser um currículo indicado para profissionais na área de pesquisa acadêmica, nada impede que possa ser feito por qualquer pessoa. Até porque muitas empresas vêm solicitando este tipo de currículo.

O currículo Lattes é muito rico em informações e tem ganhado cada vez mais confiabilidade e abrangência. Por isso é um elemento indispensável e obrigatório para analisar o mérito e a competência dos financiamentos na área de ciência e tecnologia.

Quanto ao tamanho final de um Lattes depende muito da experiência do profissional. Para um profissional bastante experiente e com uma produção acadêmica mais robusta, o comum é que seu currículo contenha até sete páginas. Já para aqueles que estão ingressando na pesquisa e tem pouca experiência, o ideal é um Lattes de duas a quatro páginas.

Qual o emprego do Currículo Lattes

O Lattes é a porta para a avaliação que precede a concessão de benefícios no meio acadêmico. Além disso, os órgãos de fomento de maneira geral costumam consultar o Lattes do candidato para avaliar sua produção científica; sendo esse um passo essencial para o processo de seleção.

O currículo Lattes é necessário também para possibilitar a concessão de bolsas de pesquisa; participação em projetos acadêmicos e participação em eventos científicos.

A plataforma Lattes possibilita consultas de qualquer lugar do Brasil e faz com que a produção do docente tenha mais visibilidade. Isso promove um maior intercâmbio entre pesquisadores e grupos de pesquisa. No Currículo Lattes é possível registrar outros pesquisadores que fazem parte de algum projeto. Assim como orientadores e colegas da área que tenham trabalhado juntos. O próprio sistema faz uma linkagem interna entre os pesquisadores, o que enriquece a produção científica brasileira.

Programas como os de pós-graduação e os de iniciação científica e tecnológica podem contar com a eficiência do sistema lattes para avaliar docentes e discentes no âmbito de currículo, avaliando produtividade e relevância a fim de direcionar seus subsídios a determinados projetos e instituições.

É uma ferramenta importante também para que se possa avaliar o trabalho da pessoa cadastrada enquanto pesquisador. Já que todas as informações relevantes sobre sua carreira e suas produções devem estar constando nesse sistema.

O sistema Lattes é referência em armazenamento de dados, cruzamento de informações e de cadastrados. O sistema se tornou parte cotidiana do trabalho de quem se envolve com agências de fomento à pesquisa. Assim como daqueles que estão engajados em pesquisa e docência em instituições de ciência e tecnologia.

Agora que você já sabe da importância do Lattes, vamos te ensinar como fazer um currículo lattes!

Passo a passo de como fazer seu Currículo Lattes

  • O cadastro é feito por meio do CPF. Isso torna todo o processo mais seguro, pois evita duplicatas e garante sua legitimidade. Acesse a plataforma lattes e clique em “cadastrar novo currículo”.
  • Na página seguinte insira a nacionalidade e o e-mail. Crie uma senha e digite os caracteres que vê na imagem.
  • Dados pessoais e profissionais devem ser incluídos assim como uma foto de perfil.
  • Será solicitado: Nome e Sobrenome; data e país de nascimento, sexo e cor, CPF, número de identidade e informações correspondentes, nome e sobrenome do pai e da mãe.

Atenção para a foto: por se tratar de um currículo é interessante colocar uma foto mais formal que condiga com o documento.

  • Apresentação: O texto inicial pode ser gerado automaticamente e de forma simples pelo sistema Lattes. Ou você mesmo, o autor, pode incluir sua apresentação. Como é personalizável, use esse espaço para destacar suas principais produções  e conquistas acadêmicas, assim como sua área de atuação.
  • Formação acadêmica: insira o nome da instituição, curso, ano de início e conclusão. No caso de já possuir uma graduação, mestrado ou doutorado, é preciso ainda informar o título da dissertação/tese e o nome completo do orientador.
  • Atuação profissional: neste campo insira suas informações profissionais caso já esteja atuando na área.
  • Por fim é necessário inserir a área de atuação e as habilidades linguísticas. Em cada idioma que cadastrar, insira também fluência na leitura, escrita, compreensão e fala.
  • Na confirmação dos dados realize uma leitura atenta a fim de conferir cada informação. Caso encontre algum erro é só editar. Após analisar todos os dados, clique em “enviar ao CNPq” que seu currículo estará no banco de dados em até 24 horas.

Como colocar Iniciação Científica no currículo Lattes

Não existe ainda um campo específico para colocar iniciação científica no currículo Lattes. Portanto você pode colocar essa produção bibliográfica em “formação acadêmica” e “graduação”. Dessa forma, em “detalhamento” basta incluir o título do trabalho e o nome completo do orientador (mesmo o sistema denominado “monografia” esse é o campo mais indicado para colocar IC).

Tenha qualidade no texto

Preste atenção para não cometer erros de gramática e concordância ao longo do seu texto e não deixe a plataforma preencher todas as informações de forma automática. Lembre-se de que ele pode ser o elemento que definirá seu futuro em uma pós-graduação ou em um evento acadêmico.

Outro ponto importante é sempre manter atualizado o seu texto. Sempre que participar de alguma banca; seminário, conferência, titulação, projeto de pesquisa, congresso, seminário, apresentação de trabalho, cursos complementares ou demais eventos acadêmicos e projetos de extensão, acrescente-os em seu currículo Lattes.

Para atualizar seu currículo lattes é apenas necessário acessar o endereço da plataforma Lattes e clicar no lado direito em “atualizar currículo”. Vai ser pedido CPF e senha para logar e então poder acrescentar informações. Não se esqueça de salvar e clicar em “enviar ao CNPq” quando terminar suas alterações.

Esperamos que este artigo tenha sido esclarecedor e tenha te ajudado a fazer seu currículo Lattes!

Write A Comment